1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Copa do Mundo

Parreira: "Nós merecemos a vitória"

Satisfeito com a atuação do Brasil, Carlos Alberto Parreira considerou justa a vitória por 3 x 2 contra a Alemanha. Já o técnico Jürgen Klinsmann lamentou a derrota dizendo que os dois times jogaram no mesmo nível.

default

Kaká (d) abraça Adriano depois do gol da vitória

A vitória da seleção brasileira por 3 x 2 sobre a Alemanha na semifinal da Copa das Confederações, disputada na tarde de sábado (25/06), no estádio de Nurembergue, foi comemorada noite adentro pelos torcedores do Brasil.

A alegria pela conquista de uma vaga na final do torneio também era marcante no rosto dos craques e do técnico Carlos Alberto Parreira.

A partida, que estava sendo considerada pela imprensa alemã como a grande chance de revanche depois da derrota por 2 x 0 na final da Copa do Mundo de 2002, acabou por engrandecer ainda mais a seleção do país do futebol.

Confederations-Cup 2005 Halbfinale, Deutschland Brasilien

Kevin Kuranyi (e) e Lucio

"Nós merecemos a vitória", exultou Parreira, afirmando que a equipe não desanimou nunca e mostrou sua força e poderio diante da Alemanha. "Foi um dos nossos melhores testes", concluiu.

O técnico brasileiro, que aproveitou este domingo de folga para passear com os jogadores em Nurembergue e conhecer os pontos turísticos desta histórica cidade no Estado da Baviera, espera um ótimo jogo na final, independente de quem for o adversário.

Trunfo para a vitória

Um dos segredos da seleção brasileira para alcançar a vitória foi utilizar a força de vontade como principal trunfo. "Achei corajoso ver os jogadores enfrentando a Alemanha na casa deles", declarou Parreira.

"Conversei com eles antes da partida e disse que esse seria um jogo mental, que teríamos que esquecer o cansaço e ter coragem e muita confiança para vencer".

Um dos que seguiu à risca a orientação do técnico foi Adriano, que depois de marcar dois gols na partida contra a Alemanha tornou-se o artilheiro do Brasil na competição. Ele também foi eleito pela organização como o craque do jogo.

Reaktionen des brasilianischen Fußballers Adriano

Adriano

"Estou muito satisfeito por ajudar a equipe. A seleção mostrou hoje mais uma vez que tem capacidade de ser campeã", disse o atacante da Inter de Milão, da Itália.

Quando ao seu desempenho, Adriano admitiu que não estava bem na competição, por isso estava cobrando de si uma melhora no rendimento. "Nessas cinco partidas não fui muito bem", analisou, acentuando que depois deste confronto com a Alemanha, encontrou o caminho certo e "espero poder continuar assim".

No nível dos brasileiros

Já a equipe Jürgen Klinsmann lamentou bastante a derrota. "Estamos bem decepcionados pois queríamos muito estar na final. Além disso, nosso desejo era derrotar o Brasil. E estivemos bem perto disso", afirmou o técnico alemão. Ele ressaltou ainda que seu selecionado jogou muito bem. "Estou muito satisfeito com o desempenho do time. Estivemos no mesmo nível de jogo que os brasileiros".

Elogios, aliás, não faltaram para a seleção alemã, apesar da derrota. O ex-técnico Rudi Völler ressaltou que os alemães estão jogando um futebol atraente, mais na ofensiva. "O jogo contra o Brasil foi um show".

O diretor técnico da seleção alemã, Oliver Bierhoff, garantiu que por muito pouco a vitória não foi da Alemanha. "Contra o maior time do mundo nos falta ainda um pouco mais de autoconfiança", completou o goleiro Jens Lehmann.

Para o capitão Michael Ballack, é preciso aproveitar melhor as oportunidades em campo. "Nas situações decisivas não agimos certo. Precisamos melhorar mais".

Confederations-Cup 2005 Halbfinale, Deutschland Brasilien

Goleiro Jens Lehmann

Elogios e não críticas

Para Franz Beckenbauer, presidente do Comitê Organizador da Copa 2006, (CO), a derrota foi uma infelicidade mas é preciso analisar o desempenho geral da equipe nesta competição. A Alemanha conquistou a liderança do grupo A com muita garra e determinação. "Não podemos criticar".

Nem o técnico brasileiro ousou tecer críticas ao adversário. Pelo contrário. Parreira reconheceu que o Alemanha jogou dando o melhor de si. "Eles (os jogadores) estão no caminho certo. O time está se tornando sólido e há muitos bons jogadores. Não tenho dúvidas de que é um bom time".

Apoio da torcida

Outro ponto positivo para o futebol alemão é a aceitação da torcida. Os fãs apóiam Klinsmann e dão força para os craques da seleção. Um postura bem diferente de alguns anos atrás, quando a seleção alemã era constante alvo de críticas. "Esse reconhecimento faz bem", agradeceu o técnico que tem feito de tudo para melhorar a imagem do futebol no país.

A ousadia de escalar craques novos e poucos conhecidos no cenário internacional com o intuito de rejuvenescer a seleção alemão é bem aceita pela torcida, especialmente após os bons resultados.

Mais de 42 mil torcedores lotaram o estádio de Nurembergue para assistir ao vivo o jogo Brasil x Alemanha. Apesar do belo dia de sol, quase 13 milhões de pessoas trocaram o passeio ao ar livre pela telinha da TV. Independente do resultado, o confronto entre dois gigantes do futebol mundial monopolizou a atenção dos alemães.

Leia mais