1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Alemanha

Parlamento ratifica Protocolo de Kyoto

Alemanha é um dos primeiros países da União Européia a ratificar o documento negociado em Kyoto, no Japão, em 1997.

default

Para ministro do Meio Ambiente, Alemanha é pioneira na proteção do clima

O Bundestag aprovou por unanimidade, nesta sexta-feira (22) em Berlim, o Protocolo de Kyoto. A lei ainda será apreciada, no dia 26 de abril, na câmara alta do Legislativo, o Bundesrat, mas não depende da aprovação deste.

Segundo o documento assinado em Kyoto, no Japão, em 1997, os 38 principais países industrializados do mundo comprometem-se a reduzir em média 5,2%, em comparação com 1990, suas emissões dos seis principais gases causadores do efeito estufa, até 2012.

A cada país cabe uma cota diferente. A Alemanha, que se comprometeu a uma redução de 21% até 2012, já alcançou uma cota de 18,7%, entre 1990 e 1999. "Somos e queremos continuar sendo pioneiros", declarou o ministro do Meio Ambiente, o ministro Jürgen Trittin, do Partido Verde.

Para poder entrar em vigor, o Protocolo de Kyoto precisa ser ratificado por pelo menos 55 países que, juntos, tenham produzido em 1990 pelo menos 55% das emissões de gases causadores do efeito estufa. A meta da comunidade internacional é que isso ocorra até a realização da conferência de cúpula sobre desenvolvimento sustentável, que terá lugar em Johanesburgo, na África do Sul, em setembro.

O ministro Trittin acentuou a importância histórica do Protocolo de Kyoto, que estabelece, pela primeira vez, um limite máximo para a emissão de gases prejudiciais. Mas criticou – da mesma forma que representantes dos demais partidos representados no Parlamento alemão – os Estados Unidos, país responsável por 25% das emissões produzidas em todo o mundo e que se retirou do Protocolo de Kyoto. (lk)

Leia mais