1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Parlamento espanhol aprova abdicação do rei Juan Carlos

Lei que permite a coroação de Felipe 6º é apoiada por ampla maioria e aguarda aprovação do Senado. Rajoy defende monarquia como "símbolo da unidade do Estado".

O Parlamento espanhol aprovou nesta quarta-feira (11/06) a lei orgânica que efetiva a abdicação do rei Juan Carlos em favor de seu filho, Felipe de Bourbon. Aos 46 anos, o herdeiro do trono reinará com o nome de Felipe 6º.

Após um longo debate, a lei foi aprovada por 299 votos a 19, com 23 abstenções. Legisladores de esquerda votaram contra a proposta, pedindo um referendo para decidir sobre a manutenção ou não da monarquia.

A lei foi apoiada pelo opositor Partido Socialista (PSOE) e pelo conservador Partido Popular (PP), do presidente do governo espanhol, Mariano Rajoy. Ele defendeu a monarquia no país como "o melhor símbolo da unidade do Estado". "A Espanha não é uma monarquia moderna e estabelecida", disse.

A legislação deve, agora, passar pela aprovação do Senado na próxima terça-feira. Se aprovada, a lei permitirá a coroação de Felipe 6º, prevista para 19 de junho.

Apesar dos protestos contra o sistema político após Juan Carlos anunciar que abdicaria do trono, pesquisas recentes mostram que 56% dos espanhóis apoiam a monarquia. A adesão à forma de governo cresceu quase seis pontos percentuais em relação à pesquisa anterior, realizada em janeiro.

Aos 76 anos, Juan Carlos 1º abdicou do trono no início de junho, após ocupar o cargo por 39 anos. Ele foi coroado em 1975, após a morte do general Francisco Franco, e desempenhou um importante papel na transição pós-ditadura no país. Com problemas de saúde, ele deixa o cargo com a popularidade abalada devido a escândalos envolvendo a família real.

BWS/afp/dpa

Leia mais