1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Parlamento britânico aprova bombardeios na Síria

Depois de 10 horas de debate, parlamentares votam a favor de proposta do governo para combater extremistas do "Estado Islâmico" na Síria. Reino Unido já participa de ataques aéreos no Iraque há mais de um ano.

default

Cameron defendeu que as aeronaves britânicas deveriam atacar EI na Síria

Depois de mais de 10 horas de debate, o Parlamento do Reino Unido aprovou nesta quarta-feira (02/12), com 397 votos a favor e 223 contra, a participação do país nos ataques aéreos na Síria a alvos do grupo terrorista "Estado Islâmico" (EI).

Os britânicos já participam dos bombardeios aos jihadistas no Iraque há mais de um ano. Após os ataques do dia 13 de novembro em Paris, o primeiro-ministro David Cameron voltou a defender que os ataque deveriam ser expandidos para a Síria.

Mas o líder trabalhista Jeremy Corbyn, um conhecido ativista contra a guerra, acusava o premiê de "correr para a guerra" e pediu aos parlamentares trabalhistas pró-bombardeios na Síria que repensem suas posições.

Na véspera da votação, o debate entre os dois lados voltou a se acirrar, com Cameron chamando os trabalhistas de simpatizantes do terrorismo.

A decisão foi aprovada mesmo com protesto da população. Na noite desta terça, véspera do debate, milhares de pessoas se reuniram no centro de Londres para protestar contra os planos do governo. Os manifestantes exibiam cartazes e faixas com a expressão Don't bomb Syria (Não bombardeiem a Síria).

CN/afp/rtr

Leia mais