1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Alemanha

Parlamento alemão aprova pacote de crescimento da zona do euro

O Parlamento alemão aprovou pacote de crescimento de 120 bilhões de euros da União Européia e Mecanismo Europeu de Estabilidade (MEE), sinalizando pleno esforço para superar a crise financeira.

A chanceler federal alemã, Angela Merkel, foi para Berlim imediatamente após a cúpula dos líderes europeus, realizada em Bruxelas, para que as duas câmaras do parlamento alemão realizassem a votação da matéria ainda na sexta-feira (29/6), último dia antes do recesso de verão. Ela encorajou os parlamentares a aprovarem o pacote fiscal de disciplina orçamentária, assim como o fundo de resgate financeiro de 500 bilhões euros.

"Hoje a Alemanha, com a aprovação do pacto fiscal e do MEE por todos os partidos nas duas câmaras do parlamento, vai sinalizar que nós estamos superando a crise da dívida de forma sustentável", disse Merkel no Bundestag, a câmara baixa do Parlamento alemão.

Primeiramente, os deputados aprovaram os dois projetos e, horas mais tarde, o Bundesrat (Câmara alta), formado por representantes de todos os estados alemães, deu sinal verde para as ações de combate à crise.

Concessões

Durante dois dias de negociações com outros líderes da zona do euro, Merkel se manteve em franca oposição a qualquer movimento para unir os débitos da zona do euro.

A chanceler, porém, teve que fazer algumas concessões para que fossem adotadas soluções de curto prazo para enfrentar a crise. Uma delas foi o MEE, que socorrerá diretamente os bancos europeus. O instrumento não era apoiado pela Alemanha até então.

Mesmo assim, Merkel continuou defendendo sua posição e disse que qualquer assistência originária do MEE será concedida somente sob estritas condições.

A vez dos outros

No fim do encontro dos líderes em Bruxelas, 25 dos 27 Estados-Membros da UE concordaram com o plano de crescimento. Reino Unido e República Tcheca não assinaram o acordo. Apenas alguns parlamentos já ratificaram o pacto até o momento, como Grécia, Letônia, Eslovênia e Dinamarca.

Acredita-se que a aprovação das duas câmaras legislativas alemãs vai servir para acelerar a aprovação dos planos em outros parlamentos da zona do euro.

MP/dw/dpa/rt
Revisão: Francis França

Leia mais