1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Copa do Mundo

Para alemães, vitória foi contra calor e Portugal

Autor de três gols, Müller diz que, devido ao forte sol, técnico chegou a pedir que ele não corresse muito. Lahm classifica calor como "brutal", e português Hulgo Almeida afirma: "Somos um povo acostumado a sofrer."

Após a

goleada por 4 a 0

em Salvador, os jogadores alemães disseram terem jogado contra dois adversários nesta segunda-feira (16/06) em Salvador: o forte sol e a seleção portuguesa. O resultado final, admitiram, surpreendeu a todos.

"O técnico me pediu para não correr muito por causa do calor, mas a verdade é que não dei bola para ele. Estar debaixo desse sol escaldante foi extremamente difícil, mesmo sem a bola", disse Thomas Müller, que balançou as redes três vezes. "Três gols numa partida de estreia, diante de um adversário assim, é incrível. Foi um gol mais bonito que o outro."

O capitão Philipp Lahm também ressaltou a dificuldade de jogar sob forte sol – a temperatura chegou perto dos 30 graus em Salvador: "O calor foi brutal. Mas já havíamos treinado numa temperatura assim. E fizemos os gols nos momentos certos e jogamos de forma incrível."

O zagueiro Jérôme Boateng, por sua vez, disse que a chave para a vitória foi deixar poucos espaços para Portugal e Cristiano Ronaldo: "Não demos espaços a eles e fomos rápidos no contra-ataque. Foi uma grande atuação. Temos um objetivo e nós só o alcançaremos se trabalharmos juntos."

Críticas à arbitragem

Os portugueses, por outro lado, criticaram a arbitragem – sobretudo pela expulsão de Pepe e pelo pênalti marcado sobre Mario Götze no primeiro tempo.

Fußball WM 2014 - Deutschland Portugal

Pepe dá cabeçada em Thomas Müller. Para o técnico Paulo Bento, a expulsão do zagueiro foi "forçada"

"Penso que o árbitro é humano. É lógico que, com o calor do jogo, se pode errar, mas nós não queremos pensar nisso, só pensamos em ganhar o próximo jogo", afirmou o zagueiro Ricardo Costa.

O atacante Hugo Almeida, substituído ainda no primeiro tempo lesionado, disse que é com a derrota que "se vê as grandes equipes": "Sem dúvida estamos tristes com esta derrota mas somos fortes e vamos dar volta por cima. Somos um povo que está acostumado a sofrer e vamos conseguir dar a volta e passar à próxima fase."

O técnico Paulo Bento classificou a arbitragem como tendenciosa. "À parte dos erros que tivemos, parece-me que há alguns condicionalismos de parte da arbitragem. A expulsão [de Pepe] me pareceu forçada, assim como a jogada do pênalti. Foram dois momentos que nos condicionaram durante os primeiros 45 minutos."

RPR/ rtr/ dpa

Leia mais