1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Papa permite perdão ao aborto durante Jubileu

No Ano da Misericórdia, com início em dezembro, padres poderão conceder absolvição a mulheres que abortaram e se arrependeram. "Muitas levam em seus corações a cicatriz dessa decisão dolorosa", diz o pontífice.

O papa Francisco declarou nesta terça-feira (01/09) que permitirá aos padres concederem perdão a mulheres que fizeram aborto durante o próximo Jubileu da Igreja Católica, celebrado a partir de dezembro deste ano.

"Tomei a decisão de conceder a todos os padres durante o Jubileu o arbítrio de absolver os pecados de todos aqueles que desejam, com o coração arrependido, receber o perdão", disse através de carta divulgada pelo Vaticano.

Na mensagem, detalhando medidas especiais para o próximo Jubileu, Francisco afirma que "a tragédia do aborto é vivenciada por alguns com compreensão limitada [...] enquanto muitos outros acreditam não ter outra opção".

O papa disse estar "ciente da pressão" que algumas mulheres sofrem para abortar. "Encontrei muitas mulheres que levam em seus corações a cicatriz dessa decisão dolorosa e torturante", afirmou.

O pontífice de 78 anos, que costuma exortar a Igreja para que mostre maior compaixão, disse que os sacerdotes devem usar palavras de conforto e assegurar que os fiéis estejam cientes da "gravidade dos pecados cometidos".

Nos ensinamentos tradicionais da Igreja, o aborto é considerado um pecado grave, que pode levar à excomunhão automática daqueles que o cometerem.

Em março deste ano, o papa Francisco anunciou um "Jubileu extraordinário" centrado na "misericórdia de Deus", segundo o site da Rádio Vaticano. O Ano Santo da Misericórdia será celebrado no Vaticano e nas dioceses em todo o mundo entre os dias 8 de dezembro e 20 de novembro.

RC/rtr/afp

Leia mais