1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Papa pede fim da violência no mundo e elogia acordo nuclear com Irã

Em mensagem de Páscoa, pontífice apela pelo fim das agressões em regiões de crise, como África e Oriente Médio. Para ele, acordo entre Teerã e potências ocidentais pode ser "passo rumo a mundo mais seguro".

O papa Francisco pediu neste domingo (05/04) o fim da violência e da perseguição na África e no Oriente Médio, durante sua mensagem de Páscoa, diante de dezenas de milhares de fiéis, reunidos na Praça de São Pedro, no Vaticano, apesar da chuva. O pontífice pediu que todas as "pessoas de boa vontade" rezem por aqueles que perderam a vida por causa da violência.

"Penso especialmente naqueles que jovens que foram mortos na quinta-feira na Universidade de Garissa, no Quênia", afirmou, se referindo ao massacre do grupo extremista Al Shabaab na quinta-feira passada, que matou 148 pessoas, a maioria, estudantes cristãos.

O papa exortou a comunidade internacional a "não ficar passiva diante da imensa tragédia humana na Síria e no Iraque" e de seus muitos refugiados. Ele expressou a esperança de que "as armas vão se calar" e de que "coexistência pacífica" dos grupos étnicos será restaurada. Ele pediu, ainda, pela paz na Nigéria, Sudão, Sudão do Sul e no Congo.

Ele disse também que o acordo fechado sobre o programa nuclear do Irã desperta esperança de que este seja "um passo definitivo rumo a um mundo mais seguro e mais fraterno". O pontífice condenou o derramamento de sangue na Líbia e pediu paz no conflito no Oriente Médio, no Iêmen e na Ucrânia, antes de fechar com a tradicional bênção Urbi et Orbi (à cidade de Roma e ao mundo).

Antes, o papa celebrou a missa da ressurreição de Cristo, sob chuva intermitente. Quando a chuva parou, ele deu algumas voltas na Praça de São Pedro e saudou os peregrinos.

MD/epd/afp/

Leia mais