1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Papa Franscisco reza pela paz com Peres e Abbas

O papa se reúne no Vaticano com o chefe de Estado israelense, Shimon Peres, e o presidente da Autoridade Palestina, Mahmud Abbas, para "pedir a Deus o dom da paz", em momento de crise de confiança entre os dois povos.

Antes de se reunir para rezar pela paz com o presidente da Autoridade Palestina, Mahmud Abbas, e com o chefe de Estado israelense, Shimon Peres, neste domingo (08/06), o papa Francisco agradeceu o apoio internacional que recebeu para o encontro.

"Eu quero agradecer a todos aqueles que, individualmente ou em conjunto, rezaram e ainda estão rezando, para juntar-se espiritualmente aos nossos pedidos", disse o líder católico diante de milhares de fiéis na Praça de São Pedro, após sua tradicional oração dominical do meio-dia.

Em 25 de maio, durante sua recente viagem à Terra Santa, Francisco anunciara à multidão reunida em Belém o convite aos líderes israelense e palestino, para "se juntarem [ao papa] numa oração para pedir a Deus o dom da paz."

À medida que cresciam as especulações sobre uma possível mediação do Vaticano, o papa fez questão de esclarecer a jornalistas que "este encontro para uma oração não vai ser para mediação ou para encontrar soluções. Vamos estar juntos para rezar, é tudo. E depois, regressa cada um à sua casa", disse, ao regressar de sua peregrinação à Terra Santa.

Cerimônia e reunião privada

Neste domingo, o líder da Igreja Católica encontra-se com Peres e Abbas no contexto de uma profunda crise de confiança entre israelenses e palestinos.

O local escolhido para a oração conjunta foi os Jardins do Vaticano. O ato tem início por volta das 19h00 (14h00 em Brasília). O serviço começa com a oração em hebraico, dividida em três segmentos, intercalados com interlúdios musicais.

Em seguida, a oração cristã segue a mesma estrutura, mas primeira parte é em inglês, a segunda em italiano e a terceira em árabe. Finalmente, a oração muçulmana decorre em árabe.

No final do serviço, Francisco, Peres e Abbas plantarão uma oliveira e se darão as mãos. Do encontro participa, ainda, o patriarca ecumênico de Constantinopla, Bartolomeu. O objetivo do papa é mostrar que as religiões têm raízes comuns. A ordem de apresentação é uma cronologia das três: judaísmo, cristianismo e islamismo.

Shimon Peres desembarcou em Roma já pela manhã. Ele chega ao Vaticano por volta das 18h15, pouco antes de Mahmud Abbas. Este vem do Egito, onde assistiu à posse do novo presidente Abdel Fattah al-Sisi.

Em seguida, Francisco, Peres, Abbas e Bartolomeu se dirigem aos Jardins do Vaticano e, finalizando a celebração, reúnem-se a portas fechadas na Casina Pio 4°, sede da Pontifícia Academia de Ciências.

CA/kna/epd/lusa/dpa

Leia mais