1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Papa elogia esforços de Obama para reduzir emissão de poluentes

Combate às mudanças climáticas "não pode ser deixado para geração futura", diz Francisco em sua primeira viagem aos EUA. Pontífice também pede que americanos construam uma sociedade verdadeiramente inclusiva.

Em sua primeira visita oficial aos Estados Unidos, o papa Francisco elogiou nesta quarta-feira (23/09) os esforços do presidente dos EUA, Barack Obama, para reduzir a emissão de poluentes. Ao mesmo tempo, o pontífice argentino pediu que o país ajude a combater as mudanças climáticas.

"Parece-me claro que as mudanças climáticas são um problema que já não pode ser deixado para uma geração futura. Estamos vivendo num momento crítico da História", disse em discurso na Casa Branca, em Washington.

O pontífice também lembrou o ativista e líder religioso mais conhecido dos Estados Unidos, Martin Luther King, ao citar seus argumentos sobre a proteção ao meio ambiente. Parafraseando o famoso discurso "I Have A Dream", de 1963, Francisco disse que o mundo "não pagou uma nota promissória" no que diz respeito ao planeta e a milhões de pessoas marginalizadas.

Um frequente crítico dos danos causados pelos excessos do capitalismo aos pobres e ao meio ambiente, o papa Francisco publicou neste ano um documento papal, também chamado de encíclica, exigindo uma ação rápida em relação às mudanças climáticas. Obama, cujos planos para uma lei de mudança climática foram frustrados no Congresso americano no início de sua presidência, disse compartilhar das preocupações do pontífice com o meio ambiente.

"Santo Padre, o senhor nos lembra de que temos uma obrigação sagrada de proteger nosso planeta – o presente magnífico de Deus para nós. Apoiamos teu apelo a todos os líderes mundiais para que apoiem as comunidades mais vulneráveis às mudanças climáticas e se reúnam para preservar o nosso precioso mundo para as gerações futuras", disse Obama.

USA Washington Besuch Papst Franziskus mit Obama

Cerca de 15 mil pessoas assistem a discursos de papa Francisco e Obama no Gramado Sul da Casa Branca

O papa também elogiou os católicos americanos, afirmando que eles estão "comprometidos com a construção de uma sociedade verdadeiramente tolerante e inclusiva, com a salvaguarda dos direitos dos indivíduos e das comunidades, e com a rejeição de qualquer forma de discriminação injusta". "Vindo de uma família de imigrantes, estou feliz por ser um convidado neste país, que foi construído em grande parte por famílias assim", acrescentou.

Aproximadamente 15 mil pessoas se reuniram no Gramado Sul da Casa Branca e observaram Obama saudar o papa, que se dirigiu à multidão em inglês. O papa Francisco também emitiu seu apoio ao casamento tradicional, salientando que viajará à Filadélfia durante sua visita de seis dias aos EUA para uma reunião de católicos "para celebrar e apoiar as instituições do casamento e da família".

Depois da cerimônia, o pontífice e Obama mantiveram conversações na Casa Branca. E, após a reunião a portas fechadas, o pontífice desfilou pelas ruas de Washington em seu papamóvel, sendo saudado por multidões.

PV/ap/rtr

Leia mais