PAÍSES RICOS DOARÃO 4 BILHÕES DE DÓLARES PARA COMBATER DESMATAMENTO | Escreva sua opinião, comentários, críticas ou sugestões | DW | 29.05.2010
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Sua Opinião

PAÍSES RICOS DOARÃO 4 BILHÕES DE DÓLARES PARA COMBATER DESMATAMENTO

Meio ambiente, direitos humanos, ética e política internacional foram alguns dos temas comentados esta semana por nossos usuários. Vale a pena conferir!

default

A Europa e a América do Norte desmataram seus continentes e neles restam menos de 9% das matas originais, sem falar do desmatamento da Mata Atlântica no litoral do Brasil, que foi desmatada desde 1540 pelos europeus. (...). Este fundo é mais uma tentativa europeia (o tal Ocidente "civilizado") de encobrir sua culpa, tentando imputá-la, como habitual, a esses povos "bárbaros" da América Latina.
A.C. Gonçalves

ANISTIA INTERNACIONAL VÊ SEGURANÇA COMO PRINCIPAL PROBLEMA NA AL

Olhando apenas por um ângulo da questão, de fato a segurança pública é o grande problema na América Latina. Vive-se em total insegurança no dia-a-dia. Cada um pede a Deus que o livre de ser escolhido por um marginal ou bandido, como vítima de assalto ou extorção de bens. Embora tenhamos que circular pelas ruas, sabemos do perigo que representa um assalto. Mas este agravamento tem sua origem e consequências vindas de outros fatores. Tem sua origem na ignorância, na falta de emprego, no analfabetismo, na necessidade de prostituição para sobreviver, nas drogas, na miséria, nas doenças etc. O círculo da insegurança é de tal forma cíclico que aquele que está inserido, ou foi jogado nele, dificilmente sairá. Existem na América Latina fatores de dependência tão arraigados que nos remetem ainda aos tempos de colônia. Somente governos que possam agregar uma multidão de cidadãos conscientes deste agravamento e dispostos a fazer de tudo para sair disso poderão criar poderosas forças que possam livrar a sociedade latina desse mal.
Odalberto Domingos Casonatto

EUROPA DEVE AGIR MAIS PARA CONTINUAR RELEVANTE EM WASHINGTON

Sempre há uma disputa de poder na área econômica. Geralmente, quem pode mais chora menos! Porém, o cenário mundial financeiro está sinalizando a necessidade de mudanças radicais efetivas. Por isso, quem sempre esteve na zona de conforto: é bom se mexer logo, antes que as coisas piorem.
João Carlos F. dos Santos

REINO UNIDO ANUNCIA ERA DE AUSTERIDADE

Você acredita que os ministros britânicos vão mesmo de metrô para o trabalho, a partir de agora? Claro que acredito! E há aqueles congressistas, como no Brasil, que irão trabalhar de bicicleta, a cavalo, caminhando, de metrô, e os que menos se importam, voando na classe econômica. Afinal, todos têm plena consciência de suas obrigações e responsabilidades, não é mesmo?
Wolf

PROIBIÇÃO DA BURCA É CONTROVERSA EM VÁRIOS PAÍSES EUROPEUS

Se fosse uma iniciativa de suas usuárias, fundada num posicionamento que as incomodasse, não vendo mais sentido para esse costume, aí então eu estaria de acordo com o não-uso da burca. Todavia, o que se percebe é a invasão num comportamento e na prática de um povo, o mulçumano, coisa que denota e acusa uma discriminação intolerável, especialmente de países como o da Liberté Igualité e Fraternité.

Francisco Carlos Marrocos

Ah, que boa esta notícia, apesar de tardia, valeu! Quem quiser viver na Europa tem que deixar seus "hábitos e vícios" em seu país e ser coerente e participativo onde quer que escolha viver. Mesmo turistas precisam agir "nos conforme".
Adeir Reis

Certamente a lei na Itália é a mais eficiente, pois proíbe todo o tipo de peças que cubram a cabeça totalmente em lugares públicos. No Brasil, os crimes que marginais praticam no trânsito de motocicleta, com seus portadores de capacete, se tornaram o crime perfeito, pois não se consegue identificar os criminosos. [...]
Cristiane Vallim


Leia mais