1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Esporte

Países europeus acertam calendário único para negociação de jogadores

Acordo histórico entre 11 federações ainda depende de aprovação da Executiva da Uefa. Premier League da Inglaterra não reconhece legitimidade do acerto.

As 11 principais federações de futebol da Europa fecharam um acordo que restringe as transferências de jogadores a apenas dois períodos comuns a todas por ano. Pelo acerto, o mercado estará aberto na Alemanha e nos demais dez países desde o fim da temporada anual – no caso alemão costuma ser em maio – até 31 de agosto. Durante o recesso de inverno os jogadores também poderão mudar de clube de 1º a 31 de janeiro.

"É um acordo histórico", diz o espanhol Pedro Tomas, presidente do Comitê de Futebol Profissional da Uefa. O último obstáculo para a harmonização do calendário de negociações é a Executiva da própria Uefa, que ainda precisa aprovar a proposta.

Até agora as federações nacionais de futebol fixavam sua própria agenda, independente das demais. Isto dificultava algumas negociações, pois em alguns países o período de contratações e vendas terminava antes do de outros começar.

O novo calendário fixa algumas exceções. Em países como os da Escandinávia, onde a temporada orienta-se pelo ano calendário, os períodos de transferência serão de 1º de julho a 31 de agosto e de 15 de dezembro a 31 de janeiro.

O acordo não conta com o apoio da Premier League da Inglaterra. A liga dos clubes da primeira divisão não se sente representada pela Federação Inglesa. "Não participamos desta decisão. Não estivemos representados na reunião. A harmonização ficaria muito cara para nós", justificou o secretário-geral da Premier League, David Burns.

Links externos