1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Otan convida Montenegro a ingressar na aliança

Convite, já esperado, é criticado pela Rússia, que afirma que tomará medidas de resposta. Pequeno país dos Bálcãs será o 29º membro da Aliança Atlântica.

default

Reunião da Otan em Bruxelas, com Stoltenberg entre representantes do governo montenegrino

Os ministros do Exterior da Otan convidaram nesta quarta-feira (02/12) Montenegro a se unir à aliança militar, uma decisão já esperada, mas fortemente contestada pela Rússia, que a considera uma ameaça à estabilidade nos Bálcãs.

"Os ministros dos Negócios Estrangeiros da Otan tomaram a decisão histórica de iniciar negociações de adesão para que Montenegro se torne o 29º membro", disse o secretário-geral da aliança, Jens Stoltenberg, em Bruxelas.

A reação de Moscou foi imediata. Um porta-voz do Kremlin afirmou que a Rússia tomará medidas de resposta ao convite. "Moscou sempre disse que a contínua expansão da Otan e das estruturas militares da Otan para o Leste obviamente levará a ações recíprocas vindas do Leste, ou seja, do lado russo, com a intenção de garantir a segurança e de apoiar a paridade de interesses", declarou.

A "política de portas abertas" da Otan está inscrita no seu tratado de fundação, no qual a aliança assegura estar disposta a integrar "qualquer Estado que esteja em condições de cumprir os princípios do tratado e de contribuir para a segurança na região do Atlântico Norte".

Na última cúpula da Otan, realizada no País de Gales em 2014, os líderes aliados pediram que fosse tomada uma decisão sobre a adesão de Montenegro na reunião desta semana dos ministros do Exterior em Bruxelas.

Feito o convite, inicia-se agora a negociação do protocolo de adesão, com a integração plena a decorrer apenas daqui a seis ou nove meses, segundo diplomatas.

Montenegro é um país candidato que se uniu à associação pela paz da Otan em 2006 – ano em que se separou da Sérvia – e que em 2009 foi convidado a entrar no processo de adesão. Montenegro tem cerca de 600 mil habitantes. Suas Forças Armadas têm em torno de 2 mil soldados. Desde 2010, o país contribuiu com 25 soldados para a missão militar da Otan no Afeganistão.

Os últimos países que se uniram à Otan são Albânia e Croácia, que foram convidados na cúpula de Bucareste, em 2008, e se uniram à Aliança Atlântica em 2009.

Além de Montenegro, são candidatos a Bósnia-Herzegovina, a Geórgia e a Macedônia.

AS/lusa/afp

Leia mais