1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Esporte

Osnabrück quer repetir zebra de 1978 e eliminar Bayern de Munique

Equipe amadora está "invicta" contra o campeão do mundo. Na única partida oficial, o time da terceira divisão eliminou o Bayern de Munique da Copa Alemanha há 23 anos.

default

O goleiro Kahn desfalcará o Bayern mais uma vez

Há vários dias, em Osnabrück só se fala da visita do Bayern de Munique à cidade para o jogo da segunda fase da Copa Alemanha contra o time amador local, na noite desta quarta-feira. "Com união e garra, podemos conseguir o que os outros apenas sonham. Tornar-se uma sensação na Copa Alemanha é um presente que se guarda para toda a vida", diz Radoslav Momirski.

Aos 82 anos, o treinador aposentado sabe do que fala. Em 23 de setembro de 1978, ele comandou o VfL Osnabrück a uma inesquecível vitória de 5 a 4 sobre o Bayern de Munique.

"Estamos invictos em partidas oficiais contra o Bayern", provoca Lothar Gans, presidente do clube da pequena cidade do noroeste alemão, próxima a Bremen. Jogadores, diretores e torcedores vibram só de imaginar a repetição da zebra, que derrubou o supertime bávaro de 23 anos atrás, que contava em seu escrete com Sepp Maier, Gerd Müller, Karl-Heinz Rummenigge, Uli Hoeness e Paul Breitner. Conforme enquete online no site do Osnabrück, mais da metade dos visitantes acredita no sucesso dos amadores.

Para os jogadores do décimo colocado da Liga Regional Norte (terceira divisão), enfrentar o campeão do mundo é o auge da carreira. "É o máximo poder jogar contra as estrelas que, normalmente, só podemos ver na televisão", confessa o goleiro Uwe Brunn. "Sobre nossas chances de classificação (para as oitavas-de-final) não devemos especular. Antes de tudo temos de entrar com entusiasmo num jogo tão importante", acrescenta.

"Se ficarmos cedo em desvantagem, mal teremos chance de vencer", profetiza o atual técnico Jürgen Gelsdorf, que em 1992 levou o Borussia Mönchengladbach até a final da Copa Alemanha. Gelsdorf sabe que se o Bayern abrir o placar será como uma ducha fria nos ânimos de sua equipe. Mas ele não admite o papel de derrotado por antecipação e lembra que, na primeira rodada da competição, seu time eliminou o Hansa Rostock, igualmente da primeira divisão.

Além disto, o tricampeão alemão entrará em campo desfalcado do goleiro Kahn, do zagueiro Kuffour e do lateral esquerdo Lizarazu. Contundidos, o lateral direito Sagnol e os atacantes Élber e Pizarro ainda são dúvida. Por outro lado, o capitão Effenberg volta à equipe, que também já poderá contar de novo com o líbero Jeremies, recuperado de uma lesão.

A partida contra o Bayern de Munique vem em boa hora para os cofres do VfL Osnabrück, que acumula dívidas de quatro milhões de marcos. A venda de ingressos, do direito de televisionamento e de publicidade aliviará o saldo negativo com cerca de 1,5 milhão de marcos brutos. Os 17.500 lugares do estádio Bremer Brücke já estão esgotados há semanas.

Leia mais

Links externos