1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Futurando!

Os temas apresentados no Futurando 46

Medicina e energia. Conheça novas tecnologias e materiais que trazem mais possibilidades para o tratamento das doenças do coração. E alternativas para o armazenamento da energia renovável.

O Futurando 46, exibido no dia 27 de julho de 2013, mostrou as inovações da medicina para manter o coração em funcionamento. As doenças cardiovasculares são responsáveis por 30% das mortes registradas no Brasil todos os anos. Novos materiais utilizados na confecção dos chamados stents – tubos inseridos nas artérias para impedir sua obstrução – trazem mais possibilidades para o tratamento das doenças do coração. Polímeros especiais fazem um stent mudar de forma dentro do corpo!

Você conheceu também uma jaqueta inteligente, equipada com sensores que acompanham a saúde do coração. A jaqueta pode monitorar o que acontece com o órgão vital quando uma pessoa está fazendo exercícios físicos, por exemplo.

O primeiro bloco do programa terminou falando em coração, mas não literalmente. Cientistas de Manheim, na Alemanha, pesquisam como as emoções afetam o corpo. Segundo os pesquisadores, quase metade das visitas ao médico são ocasionadas por motivos psicológicos. E cada tipo de problema psicológico afeta uma área específica do corpo.

Energia

As fontes de energia renovável dependem do humor da natureza para funcionar. Muitas vezes, a energia é produzida em excesso numa hora em que a demanda é baixa; outras vezes a demanda é alta, mas a natureza não colabora. A chave para garantir o abastecimento é encontrar formas de armazenar a energia verde. O Futurando foi conhecer novas tecnologias que tentam acabar com esse problema.

A equipe do programa também foi atrás de soluções para aumentar a eficiência na geração de eletricidade a partir de fontes renováveis. Pesquisadores descobriram novos materiais que permitem aos painéis solares absorver muito mais energia do que eram capazes até agora.

Do Líbano vem uma solução simples e inteligente: o governo implantou o sistema de Net Metering, em que pequenas centrais geradoras de energia renovável podem fornecer a energia excedente à rede pública. Mais tarde, quando precisarem, essas centrais podem pegar a mesma quantidade de eletricidade de volta da rede. Uma alternativa conjunta para evitar que a energia seja perdida.

Assistir ao vídeo 26:28

Futurando 46

Leia mais

Áudios e vídeos relacionados