1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Futurando!

Os temas apresentados no Futurando 1

Cientistas tentam criar chip com funções humanas. Além disso, a tecnologia está a serviço da exploração do espaço e da própria Terra. E uma mistura interessante de ativismo e arte.

O programa indica tendências que estão ajudando a moldar o mundo de amanhã. O programa semanal de ciência, meio ambiente e tecnologia da Deutsche Welle mostra projetos inovadores em uma linguagem acessível. No site do programa (www.dw.de/futurando), a redação reúne ainda matérias que tratam, com maior profundidade, dos assuntos apresentados na semana.

O Futurando 1, exibido no dia 22 de setembro de 2012, começa mostrando a criação de um chip com funções de célula humana. Pesquisadores de uma universidade da Alemanha avançam na área da nanobiologia e tentam criar a vida artificial. Projeto que trará inúmeras possibilidades para a humanidade, mas com riscos ainda desconhecidos.

Uma outra matéria revela que a tecnologia de impressão digital está avançando rapidamente, principalmente na Ásia e América Latina. Esse método de identificação humana deve substituir senhas, assinatura ou fotos, mas a ideia ainda é vista com desconfiança na Europa.

A tecnologia parece não ter limites. Na Alemanha, um carro com vontade própria parece ser o futuro do tráfego nas ruas. Uma equipe desenvolveu um veículo que decide por qual rota seguir e onde estacionar, tudo com base em informações atualizadas sobre o trânsito.

O Futurando também faz uma viagem ao espaço e mostra como é feita a exploração de Marte. Com a chegada de mais uma sonda no planeta vermelho, o assunto é o principal tema de discussão da comunidade científica no momento.

Cientistas tentam descobrir como o aquecimento global acelera o derretimento das geleiras

Cientistas tentam descobrir como o aquecimento global acelera o derretimento das geleiras

Outro assunto em evidência é o aquecimento global. Desde a revolução industrial, há mais de 200 anos, a Terra aqueceu 0,8 ºC. Parece pouco, mas faz muita diferença para os ecossistemas. A fim de entender o processo, especialistas montam bases nas geleiras para estudá-las, já que há séculos de histórias escondidos nelas.

Um dos problemas do aquecimento global é o aumento na emissão de gás carbônico (CO2). E na busca por fontes de energia limpa, a Alemanha mostra progressos na instalação de energias renováveis. Um bom exemplo vem de uma pequena cidade no norte do país, onde uma a comunidade se uniu para construir uma parque eólico que gera energia e renda para a região.

Essa modalidade de geração de energia ainda é tímida no Brasil, mas já é possível perceber avanços. O vice-presidente da Associação Mundial de Energia Eólica, Everaldo Feitosa, irá comentar o assunto direto dos estúdios da Deutsche Welle, em Bonn.

E para completar, uma mistura de ativismo ambiental e arte. O grafite reverso, é uma técnica que usa jatos com água para fazer desenhos em superfícies sujas. Essa sujeira geralmente é causada pelo CO2 liberado pelos carros.

Assistir ao vídeo 26:38

Futurando 1

Áudios e vídeos relacionados