1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Cultura

Os rostos "comuns" do futebol

Artistas suíços fotografam 30 jogadores mundialmente conhecidos, imediatamente depois do apito final. Nas reproduções em grande formato, há decepção, alegria e, acima de tudo, cansaço.

default

Ronaldo: suor depois do 'apito final'

"A idéia era registrar esses jogadores exatamente na situação que sucede a uma partida, neste momento cheio de emoção. Longe da encenação da mídia e sem a preparação pela qual eles passam quando dão entrevistas. Para as nossas fotos, eles não tiveram tempo para isso", conta em entrevista à DW-WORLD o fotógrafo Mathias Braschler, autor do projeto ao lado de Monika Fischer.

O que surpreende o observador nas reproduções em grande formato (120 x 150 cm), expostas em Berlim, é, além da precisão, a proximidade que se sente em relação aos fotografados. A proximidade da pessoa e não necessariamente do jogador como tal.

"Absolutamente normais"

"Nós queríamos exatamente isso: ir contra o mito e mostrar esses jogadores como pessoas absolutamente normais. Não como eles aparecem na televisão, por exemplo", diz Braschler. A escolha de um fundo neutro garante a ausência de interferências e impede qualquer maquiagem ou alusão aos patrocinadores, "onipresentes" em outras situações.

Postfuhramt . Abpfiff . Faces of Football v. l. n. r. Beckham, Drogba, Podolski

Beckham, Drogba, Podolski: 'sem maquiagem'

As reproduções são acompanhadas da data e local onde foram feitas. O cansaço e esgotamento físico são visíveis em quase todos os rostos, que, com exceção de Ronaldinho, não riem, mesmo quando as fotos foram feitas imediatamente após a vitória numa partida.

Vazio pós-partida

"É realmente muito cansativo correr desta forma de um lado para outro do campo durante 90 minutos. Nos rostos, ainda é possível ver as emoções do jogo. Não procuramos risos ou sorrisos, mas sim mostrar o vazio visível após o fim de uma partida. A idéia era mostrar o esgotamento completo dos jogadores", explica Braschler.

Os 30 nomes foram escolhidos pelos fotógrafos, tendo passado pela aprovação da Fifa, uma das patrocinadoras do projeto. "Um dos principais critérios foi a participação de jogadores de vários continentes", diz Braschler.

O resultado é uma proximidade rara com os homens Beckham, Ronaldo, Kaká, Gilardino, Zidane, Ballack ou Figo. Uma proximidade que não esconde gotas de suor, rugas, poros dilatados, barbas por fazer ou olheiras. Sinais de cansaço, tensão, tristeza ou euforia. Imagens cheias de "erros", com dentes tortos, cabelos suados e peles impuras. Como as de qualquer um.

A mostra "Apito final! As faces do futebol", organizada pela Galeria C/O Berlin no Postfuhramt, em Berlim-Mitte, fica aberta ao público até o dia 23 de julho próximo.

Leia mais