1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Os piores acidentes aéreos na Europa nos últimos dez anos

Queda do voo 4U-9525 é o pior acidente aéreo na França em 40 anos. Na última década, uma série de tragédias ocorridas na Europa deixou um grande número de vítimas.

default

Acidente com o Concorde, em 2000, foi o fim dos voos supersônicos comerciais

Uma aeronave Airbus A320 da companhia aérea alemã Germanwings

caiu nos Alpes franceses na manhã desta terça-feira (24/03)

, com 144 passageiros, dois pilotos e quatro comissários de bordo, sem deixar sobreviventes.

O acidente é o mais grave ocorrido em solo francês nos últimos 40 anos. A tragédia aconteceu 15 anos depois da queda de um avião Concorde, que em 2000 voava de Paris para Nova York. O acidente deixou 113 mortos e marcou o fim das viagens comerciais em aviões supersônicos.

O pior acidente na França foi em março de 1974, quando 346 pessoas morreram numa queda causada por despressurização, logo após uma aeronave da Turkish Airlines decolar de Paris. Em dezembro de 1981, um avião da antiga Iugoslávia colidiu com uma montanha na ilha francesa da Córsega, no Mar Mediterrâneo, matando 180 pessoas.

O pior desastre aéreo da história ocorreu em março de 1977, quando dois Boeings 747 colidiram na pista do aeroporto de Los Rodeos, em Tenerife, nas ilhas Canárias, deixando 583 mortos. Um deles era da KLM e o outro, da Pan Am.

Abaixo, a lista dos piores acidentes aéreos da Europa nos últimos dez anos:

França, 24 de março de 2015: Um Airbus A320 da empresa Germanwings, subsidiária da Lufthansa, caiu nos Alpes franceses quando voava de Barcelona para Dusseldorf. Autoridades francesas confirmam que todas as 150 pessoas a bordo, entre os quais muitos alemães e espanhóis, morreram.

Ucrânia, 17 de julho de 2014: Um Boeing 777 da Malaysia Airlines que voava de Amsterdã para Kuala Lumpur foi atingido ao sobrevoar o leste da Ucrânia, uma região controlada por separatistas, causando a morte de 298 pessoas, entre elas 193 holandeses. Kiev e rebeldes se acusam mutuamente pela autoria do ataque.

Rússia, 17 de novembro de 2013: Um Boeing 737 da empresa russa Tatarstan, que havia decolado de Moscou, caiu no aeroporto de Kazan, matando 50 passageiros e tripulantes.

Rússia, 10 de abril de 2010: Um Tupolev-154 da Força Aérea da Polônia caiu perto da cidade de Smolensk, deixando 96 mortos, entre eles o então presidente polonês, Lech Kaczynski, sua esposa e várias autoridades.

Espanha, 20 de agosto de 2008: Um MD-82 da empresa espanhola de voos de baixo custo Spanair caiu durante a decolagem no aeroporto de Madrid, matando 154 pessoas. O destino eram as Ilhas Canárias

Rússia, 14 de setembro de 2008: Um Boeing 737 operado pela Aeroflot caiu nos Montes Urais, perto de Perm, matando 88 pessoas.

Turquia, 30 de novembro de 2007: Um MD-83 operado pela empresa turca de voos de baixo custo Atlasjet colidiu contra uma montanha no sudoeste do país, matando 57 passageiros e tripulantes.

Rússia, 3 de maio de 2006: Um Airbus A320 operado pela empresa Armavia, da Armênia, caiu no Mar Negro, deixando 113 mortos.

Rússia, 9 de julho de 2006: Um Airbus da empresa russa S7 caiu ao tentar pousar em Irkutsk, na Sibéria, matando 125 pessoas.

Ucrânia, 22 de agosto de 2006: Um Tupolev russo pertencente à empresa Pulkovo caiu na Ucrânia, deixando 179 mortos.

RC/afp/dw

Leia mais