1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Economia

Os alemães e a comunicação moderna

Quase a metade dos domicílios na Alemanha estão conectados à internet e mais de 50% dos alemães possuem um celular - de acordo com pesquisa recente. Desde 1998, o número de celulares aumentou dez vezes.

default

90% das famílias com crianças têm computador e celular

Os levantamentos que o Departamento Federal de Estatísticas (Destatis) realiza a cada cinco anos, desde 1962, fornecem um amplo panorama sobre o consumo dos alemães. Este ano foram consultados 60 mil domicílios.

Computadores

Entre outras coisas, os pesquisadores verificaram que 43% dos domicílios possuem computador com acesso à rede. Isso é seis vezes mais do que em 1998. A Alemanha, portanto, está um pouco acima da média européia de 40%, mas atrás dos países escandinavos, dos EUA, Japão, Luxemburgo, Bélgica e Holanda. Este último é o país mais avançado, com 66%.

Nos lares com computador, a internet é usada por 75% como meio de comunicação. Para 65% ela é uma fonte de informação sobre produtos e serviços. E 42% estão mais interessados em conhecimentos em geral ou para fins profissionais. A metade dos usuários na Alemanha já fez compras por internet, sendo os artigos mais freqüentes viagens, produtos eletrônicos e hardware.

Celulares

Kind mit Handy

Marie-Claire (8) posa com seu celular em Colônia. Na Alemanha, os pais de menores podem proibir que os filhos comprem celular. E se a compra acontecer contra a sua vontade, podem devolver o celular ao comerciante e exigir o dinheiro de volta.

Os número de usuários de celulares saltou de 4,5 milhões, em 1998, para 43,5 milhões, o que representa mais da metade da população. O celular é mais comum entre jovens com menos de 25 anos e seu uso é menor entre pessoas com mais de 65 anos. País pequeno e próspero, Luxemburgo lidera a comparação mundial dos celulares, com mais de um aparelho por habitante.

O Destatis verificou, por exemplo, que computador com acesso à rede e celular são mais freqüentes nos lares de famílias com crianças do que nos domicílios de pessoas sem filhos. No caso de celulares, a quota entre as famílias com crianças chega a 90%. "Isso é um sinal de que também as crianças têm acesso a esse equipamento", comentou Thomas Krebs, do departamento.

Por outro lado, o fato de aumentar cada vez mais a porcentagem dos idosos na população - muito mais do que em outros países - explicaria por que a Alemanha não está entre os primeiros países nesses equipamentos. "A idade avançada é simplesmente um freio às inovações", afirma o cientista social Horst Opaschowski.

Leia mais