1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Sua Opinião

ORIENTE MÉDIO

Nossos leitores opinaram esta semana sobre a crise do Oriente Médio, Hugo Chávez, a enfermidade de Fidel Castro e o problema da legalização ou não de drogas. Vale a pena conferir!

default

Da admiração ao medo. A admiração que tínhamos pela sabedoria e sofrimento do povo judeu transformou-se em medo. A admiração que tínhamos pela jovialidade, criatividade, simpatia e glamour do povo americano transformou-se em medo. Depois de tudo o que esses dois povos fizeram para destruir a estupidez nazista, eles agora a copiam. Por motivações menores (coisa que parecia impossível). Transformaram-se, pelo poder das armas, da economia e da mídia, em povos acima da punição. Estão invadindo, matando, destruindo, roubando, sem motivos comprováveis. Mentindo com aquela soberba que só os fanáticos conseguem ter. De fanáticos do poder, tornaram-se terroristas. Os maiores que o mundo já viu. Não só pelas armas mas, principalmente pelo terrorismo econômico (que não mata mas faz morrer milhões de crianças, homens e mulheres inocentes). Para quê? Para baterem no peito e dizerem: Mim (uga! uga!)! Mim dono do mundo (uga! uga!). "O que mais preocupa não é nem o grito dos violentos, dos corruptos, dos desonestos, dos sem caráter, dos sem ética. O que mais preocupa é o silêncio dos bons." Martin Luther King
Zeno José Otto

A meu ver, as retiradas israelenses unilaterais tanto do Líbano, no passado, como da Faixa de Gaza, retrataram muito bem o desejo israelense de terminar o conflito, almejando à paz verdadeira, infelizmente, impossível, pois não estamos tratando com governos, e sim entidades terroristas, que não têm limites em atacar populações civis. Centenas de israelenses morreram em ataques deste gênero, sem que a imprensa internacional desse o merecido destaque. Por que fazem ao contrário, quando o exército israelense, em defesa própria, atinge áreas civis libanesas, numa guerra declarada pelo Hisbolá e não por Israel? Sejamos imparciais, e coloquemos os aiatolás islâmicos terroristas no lugar por eles merecido, o tão almejado paraíso das centenas de virgens islâmicas, que eles pregam, mandando para a morte seus concidadãos, mas que não fazem o que pregam. Deixem o povo judeu, sofrido por séculos, em paz! Na condição de cidadão sueco-brasileiro peço atenção a estes fatos.

Richard Sanderson

Sinceramente não creio que enviar tropas em missão de paz possa resolver esse tipo de conflito que para eles é tão importante como o ar que respiram. Penso que precisamos descobrir uma maneira para evitar que continuem a receber armamentos de nações inescrupulosas, que têm como único interesse o dinheiro, mesmo que à custa de tantas vidas. Aí sim, esse seria um grande passo na direção certa que poderia levar a uma trégua, mesmo que fosse por curto espaço de tempo, mas que daria a oportunidade que os envolvidos precisam para voltar a raciocinar como seres humanos novamente. Pois nesses momentos de luta chegam a assemelhar-se a criaturas sem sentimentos raciocinados, o que os move me parece apenas o instinto de preservação de território, como qualquer animal na natureza o faria. Não tenho certeza de quanto tempo de vida essas tropas teriam em uma região com tanto ódio espalhado por todo lado. O que aconteceu com o ataque aos representantes da ONU é bem uma mostra do que pode acontecer em caso de envio de tropas de paz, por isso acho que tem que haver outra saída.
Maria Aparecida Neubaner Luiz

Enquanto não houver uma união mundial contra os USA e Israel, este conflito nunca vai acabar.
José Luiz Tayt-Sohn

Qualquer coisa vale para acabar com essa hegemonia. Não dá mais para agüentar esse Bush, que não tá nem aí para os libaneses, que estão enfrentando a ira dos terroristas israelenses.
Pablo Barros

Primeiramente, saúdo a qualidade e a abrangência de temas do site de informações de V.Sas., que muito se lê aqui pelo Brasil. Somos admiradores do povo alemão e de seus descendentes, que convivem conosco aqui pelo Brasil enriquecendo nossa pátria. É uma vergonha o que se tem visto. Nada justifica o martírio de pobres inocentes, criancinhas, mulheres de um povo que se diz ameaçado e sob esse lema, mata, oprime indiscriminadamente sem o menor pudor ou vergonha. O pior é que parece que não tem ninguém que os faça parar. Os norte-americanos assistem aplaudindo . Meu Deus! Acho que os israelenses é que são os verdadeiros assassinos. Espero que algum país que tenha um pouco de Deus no coração faça alguma coisa urgente.
Mauro Luis Paiva

Infelizmente não dá mais para nos enganarmos, eu acredito sinceramente nas profecias bíblicas sobre Israel, e o momento é delicado, pois podemos estar próximos da batalha do Armagedom.
Helio de Paula


Concordo integralmente com o Sr.Joschka Fischer, quisera eu ter a felicidade de ler amanhã que ele aceita ser o mediador deste conflito que se arrasta, para infelicidade de todos nós que nada podemos fazer, a não ser assistir todos os dias as tristes notícias que de lá nos chegam. Possa Deus iluminá-lo para que ele vença mais esse bom combate, pois quem carrega consigo tanta bondade e determinação para ajudar os outros é a meu ver alguém que merece todo o nosso respeito.
Maria Aparecida Neubaner Luiz


FIDEL CASTRO
Para mim, como um simples cidadão brasileiro, observo na figura de Fidel Castro um homem bom, com um espírito heróico e praticamente o salvador de Cuba até os dias de hoje. Me preocupo com o futuro de Cuba após a morte de seu líder, porque além de herói ele é um símbolo da luta comunista.
Pedro Augusto V. Bueno

Lamento profundamente a enfermidade de Fidel Castro. Cuba ainda necessita de sua força e carisma para seguir fazendo frente aos EUA.
Tereza Coutinho

HUGO CHÁVEZ

Se o presidente Bush nada fizer para conter as loucuras do Chávez enquanto é tempo, o futuro pode ser perigoso. Nosso presidente, o Sr.Lula se bandeou para o lado podre do mundo, abraçando e incentivando Hugo Chávez e Fidel Castro. Estamos bem de presidente hein? Se o Alkmin não ganhar, vamos ficar roxos de vergonha. Por enquanto estamos vermelhos.

Marta Jensen

DROGAS: LEGALIZAR OU NÃONa minha opinião, a droga deve ser legalizada, assim como já acontece em países desenvolvidos como a Alemanha. A liberação da droga iria evitar o trabalho da polícia e dos usuários também; da polícia de prender e apreender, e dos usuários de se esconder da polícia. Assim todos ficariam felizes e o trabalho da polícia seria dedicado a ações realmente importantes. Todo mundo sairia ganhando e o governo poderia se dedicar a criação de mais empregos, assim estaria fazendo algo útil, e todos seriam felizes, porque a maconha como o cigarro, usa quem quer. O cigarro e as bebidas alcoólicas são liberados, e mesmo assim usa quem quer e na hora que quer. Isso seria mais uma grande conquista do cidadão, o direito de escolha, a liberdade.
Wilton Pinheiro