1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Sua Opinião

ORGANIZAÇÃO SEDIADA EM BRUXELAS TENTA LIMITAR PODER DO MERCADO FINANCEIRO

Nossos usuários comentaram esta semana sobre a necessidade de um controle do mercado financeiro e acerca das contradições ambientais enfrentadas pela Rio + 20. Confira!

Enquanto o mercado financeiro ditar suas regras, em detrimento da sociedade, a democracia ficará sendo apenas uma palavra no dicionário. Qualquer medida para inibir os mecanismos de enriquecimento de um pequeno grupo deve ser aplaudida, pois o conluio fatal entre governos e bancos reforça a necessidade de ampliar o conhecimento sobre o assunto. Este conhecimento deve partir não só de ONGs, como a Finance Watch, mas também da iniciativa dos governos europeus de submeter os títulos da dívida e/ou outros meios de endividamento público a um amplo exame, de preferência através de audiências públicas e debates com a sociedade, possibilitando sanar eventuais irregularidades verificadas com a efetiva participação popular.
Renato Wieser

A política financeira não pode ser regida somente por instituições ligadas à economia, defendendo seus próprios interesses. É super importante haver um órgão de controle completamente independente e que não tenha nenhuma ligação com os políticos poderosos.
Cláudia Sampaio

Espero que esta organização (Finance Watch) tenha muito êxito e consiga realmente controlar a ganância gigantesca dos bancos internacionais. Acho que os objetivos são meio utópicos, mas, sem dúvida, em nome do interesse de todos, vale a pena tentar.
Maria Celeste Paiva

RIO + 20 VIVE MAIS CONTRADIÇÕES AMBIENTAIS QUE A ECO 92

Realmente é muito difícil crescer economicamente e, ao mesmo tempo, preservar as reservas florestais. É um desafio que os políticos têm que enfrentar. É preciso tentar levar adiante um desenvolvimento que não seja predatório. O Brasil precisa continuar crescendo, mas o mundo inteiro precisa de um meio ambiente saudável.
J. Silva

Leia mais