1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Alemanha

Organização divulga milhares de documentos do Holocausto

Serviço Internacional de Busca divulga cerca de 50 mil fotos e documentos de vítimas do nazismo em sua página na internet. Grupo lida com pessoas que desapareceram durante a Segunda Guerra Mundial.

O Serviço Internacional de Busca (ITS, sigla em inglês) publicou na internet fotografias e documentos pessoais de vítimas do nazismo, juntamente com outros documentos selecionados de seu vasto arquivo.

A organização, que lida com pessoas que desapareceram durante o Holocausto, divulgou o primeiro lote, com cerca de 50 mil documentos, nesta quarta-feira (07/10) – apenas um fragmento da coleção que abrange 30 milhões de itens.

A página está disponível

em alemão, inglês, russo e francês e oferece um índice e uma função de pesquisa.

"Arquivos não devem ser escondidos do mundo digital. Caso contrário, um dia eles serão esquecidos", disse o chefe do departamento de arquivo do Serviço Internacional de Busca, Christian Groh.

O ITS foi fundado pelos Aliados durante os últimos dias da Segunda Guerra. No início, sua missão era ajudar a encontrar pessoas desaparecidas em zonas de guerra ou campos de concentração.

Em 2007, a organização concedeu pela primeira vez acesso a seus arquivos, na cidade alemã de Bad Arolsen, a estudiosos e pesquisadores, marcando a transição de um serviço de rastreamento para uma instituição de pesquisa.

A coleção do ITS inclui documentos sobre marchas da morte nazistas, trabalho forçado e crianças desaparecidas durante a guerra. O serviço também detém cerca de 3.300 itens pessoais que pertenciam a prisioneiros de campos de concentração e que haviam sido apreendidos pelos nazistas. Trata-se em grande parte de fotos, documentos pessoais ou itens pequenos, já que os guardas se apossavam de qualquer objeto com um mínimo de valor.

Algumas fotografias de itens pessoais, além de versões digitais de documentos, foram disponibilizados online nesta quarta-feira. Representantes do ITS disseram esperar que o material possa chegar a seus donos ou seus descendentes.

A organização também afirmou esperar que os documentos disponibilizados possam ajudar pesquisadores acadêmicos, familiares de vítimas e estudantes em seus trabalhos escolares. Por fim, o ITS garantiu que pretende publicar mais documentos em sua página. No entanto, segundo o serviço, não será possível fazê-lo com todo o arquivo.

PV/ap/dpa/epd

Leia mais

Links externos