1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

América Latina

Oposição vence eleição em reduto de Morales

Partido Movimento para o Socialismo sofre maior revés em quase uma década e vê oposição vencer em La Paz e El Alto, bastiões eleitorais do presidente boliviano.

O partido do presidente Evo Morales, Movimento para o Socialismo (MAS), sofreu o seu mais duro revés em quase uma década, em eleições municipais e estaduais realizadas no domingo (29/03) na Bolívia.

Segundo pesquisas de boca de urna, candidatos da oposição venceram a eleição para governador do departamento (estado) autônomo de La Paz e para prefeito de El Alto, cidade na região metropolitana da capital, em grande parte povoada por aimarás e que é considerada reduto político de Morales.

Em outubro, Morales foi reeleito presidente da Bolívia por um terceiro mandato com 61% dos votos. No entanto, o seu partido está cada vez menos popular e tem sido assolado por escândalos de corrupção.

Dos três postos para governador mais importantes na Bolívia, o partido de Morales conseguiu eleger apenas um candidato – em Cochabamba. E, além de El Alto, o MAS perdeu as prefeituras de Cochabamba e Oruro, e não conseguiu reconquistar o poder em Santa Cruz e na capital nacional, onde o opositor Luis Revilla foi reeleito.

Antes das eleições de domingo, o MAS detinha sete dos nove governos estaduais na Bolívia. Segundo resultados ainda não oficiais, o partido assegurou quatro, enquanto outras duas eleições irão para o segundo turno.

O governador do departamento de La Paz, Félix Patzi, é um proeminente acadêmico e também um nativo aimará. Ele foi ministro da Educação no primeiro mandato de Morales. O atual presidente boliviano começou sua carreira política como líder de uma das principais associações de plantadores de coca do país.

PV/ap/ots

Leia mais