Opinião: Governo Dilma traz mais dúvidas do que certezas | Eleições 2014 | DW | 01.11.2010
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Eleições 2014

Opinião: Governo Dilma traz mais dúvidas do que certezas

Pouco se sabe sobre as habilidades políticas e ideias de Dilma Rousseff, que além disso não dispõe do carisma que Lula esbanja. O futuro governo deixa várias perguntas no ar, opina jornalista da DW Alexandre Schossler.

default

A vitória de Dilma Rousseff é, antes de mais nada, uma vitória de Lula. Indicada por ele para ser a candidata do PT à presidência, Dilma jamais seria eleita não fosse o apoio do tutor político e principal cabo eleitoral.

Em outras palavras, Dilma foi eleita não pelas próprias qualidades, mas por ser a candidata de Lula, um presidente com mais de 80% de aprovação, e ao qual os brasileiros, principalmente os mais pobres, associam a melhora nas condições de vida experimentada nos últimos anos.

Na verdade, as qualidades – e também os defeitos – de Dilma são desconhecidos da maioria dos brasileiros. Afora aspectos biográficos, sabe-se muito pouco sobre Dilma Vana Rousseff.

E menos ainda sobre o seu estilo de governar, já que ela jamais governou. Não é nem mesmo possível prever como ela se sairá, por exemplo, no gerenciamento de crises, principalmente as políticas. E elas certamente virão.

Lula também não tinha experiência administrativa ao chegar à presidência, como seus detratores gostavam de lembrar. Mas era dono de uma inegável habilidade política, o que os mesmos detratores preferiam esquecer.

Também pouco se sabe sobre as ideias de Dilma Rousseff. Espera-se, e por isso ela foi eleita pelos brasileiros, que dê continuidade às atuais políticas econômica e social, a exemplo do que Lula fez, ao manter e ampliar as políticas herdadas do antecessor, Fernando Henrique Cardoso. Mas não há clareza, por exemplo, sobre a linha que será adotada por Dilma na política externa.

Outro aspecto que merece atenção é a personalidade da nova presidente. Não são poucos os que a apresentam como durona e inflexível, e ela certamente não tem o carisma que Lula esbanja. No Brasil, carisma faz a diferença para um prefeito, governador ou presidente.

Boa parte da popularidade de Lula se deve ao seu estilo popular, próximo do povo. Dilma não tem essa vantagem do seu lado, e é possível que isso faça falta quando a fase inicial, de lua-de-mel com os eleitores, passar.

A dois meses do início, o futuro governo Dilma Rousseff traz mais dúvidas do que certezas.

Autor: Alexandre Schossler
Revisão: Augusto Valente

Leia mais