Operadora de Fukushima prevê controlar situação em até nove meses | Notícias e análises internacionais mais importantes do dia | DW | 17.04.2011
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Operadora de Fukushima prevê controlar situação em até nove meses

Plano de duas etapas prevê reduzir a radioatividade para um nível seguro em até três meses e depois resfriar totalmente os reatores em mais três ou até seis meses.

default

A central nuclear de Fukushima

A Tepco (Tokyo Eletric Power), empresa operadora da central nuclear de Fukushima, no Japão, espera ter controlada a situação nos reatores da unidade em um prazo de seis a nove meses.
O presidente da empresa, Tsunehisa Katsumata, anunciou neste domingo (17/04) que a companhia estabeleceu um plano gradual para resolver a crise e permitir o regresso dos moradores que foram retirados na área em torno da central nuclear.
Nos primeiros três meses, a companhia espera resfriar os reatores e reduzir o vazamento de radiação da central para níveis que não coloquem em risco a saúde pública, seguindo-se um período de três a seis meses para resfriar totalmente os reatores e retirar os equipamentos e materiais contaminados da unidade.
A central nuclear foi fortemente abalada pelo terremoto seguido de tsunami que assolou o Japão em 11 de março passado. Desde então, as autoridades japonesas tentam reduzir os níveis de radiação, procurando arrefecer os núcleos da central.
Hillary Clinton oferece ajuda
A secretária de Estado norte-americana, Hillary Clinton, ofereceu neste domingo no Japão o apoio dos Estados Unidos na reconstrução do país após a catástrofe de 11 de março e qualificou de "sem precedentes" o acidente nuclear em Fukushima.
Clinton reuniu-se em Tóquio com o ministro japonês do Exterior, Matsumoto Takeaki, e com o primeiro-ministro japonês, Naoto Kan, antes de se deslocar ao Palácio Imperial para tomar chá com o imperador Akihito e a imperatriz Michiko.
AS/lusa/rtr/afp
Revisão: Carlos Albuquerque

Leia mais