Opep vai reduzir produção de petróleo | Notícias e análises sobre a economia brasileira e mundial | DW | 28.09.2016
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Economia

Opep vai reduzir produção de petróleo

Medida visa aumentar preço da commodity, que despencou pela metade nos últimos dois anos. Contribuição de países-membros no corte será definida em novembro. Após notícia, cotação fecha em alta de 5,9%.

Os países-membros da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) chegaram nesta quarta-feira (28/09), em Argel, a um acordo para reduzir a produção de petróleo na tentativa de aumentar o preço da commodity. O corte é o primeiro realizado desde 2008.

O acordo preliminar prevê uma redução na produção para uma faixa entre 32,5 milhões e 33 milhões de barris por dia em 2017. Atualmente, os países da organização produzem 33,2 milhões de barris diariamente. Os níveis individuais de corte para cada país-membro e a duração da medida serão decididos numa reunião marcada para o fim de novembro.

Os países da Opep – entre eles a Arábia Saudita, Iraque, Irã, Nigéria e Angola – fornecem cerca de 40% da oferta mundial de petróleo. Riade tem parte da culpa na queda dos preços. O país possui a segunda maior reserva mundial do produto e inundou o mercado com a commodity para combater a extração por fracking, em expansão nos Estados Unidos, e dificultar a entrada do Irã no mercado.

A notícia do acordo preliminar animou o mercado e fez com que o preço da commodity fechasse em alta nesta quarta-feira. O petróleo Brent subiu 5,9%, sendo comercializado a 48,69 dólares o barril. O tipo U.S. West Texas Intermediate (WTI) subiu 2.38 dólares, ou 5,3%, para 47,05 dólares.

O preço do petróleo caiu mais de 50% desde meados de 2014, quando o barril era cotado a mais de 100 dólares e chegou, no início deste ano, a ser comercializado por 30 dólares. Essa queda causou problemas nas economias de alguns países exportadores, como a Venezuela e a Rússia.

CN/lusa/afp/ap/rtr

Leia mais