1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Copa do Mundo

Onze times sofrem com jogadores lesionados

No dia da abertura da Copa 2006, mais de 20 jogadores estão ameaçados de desfalcar suas seleções por estarem lesionados. No total, são 11 seleções com algum tipo de problema. Holanda e Itália, cada uma com quatro jogadores lesionados, são as mais prejudicadas.

Na Alemanha a dúvida é com relação ao capitão Michael Ballack, que pode desfalcar a equipe no jogo contra a Costa Rica por um problema na panturrilha.

Já na Croácia, adversária de estréia do Brasil, Srna é o único dos oito jogadores afetados por um vírus que causou problemas estomacais que ainda repousa. Além disso, Olic, com uma lesão muscular, não jogará a partida de estréia.

A França perdeu o atacante Cissé, que fraturou a tíbia e o perônio no amistoso contra a China. Govou, do Lyon, foi convocado para o seu lugar. Na Holanda, Van der Vaart, Sneidjer, Cocu e Van Bronckhorst tem problemas com lesão, mas podem entrar em campo contra a Sérvia e Montenegro.

Os ingleses têm Gerrard e Rooney com problemas – o primeiro, com dores nas costas, têm chances de jogar contra o Paraguai, enquanto o segundo pode estar em campo na decisiva partida contra a Suécia.

O Irã terá os desfalques de Zare e Zandi na partida contra o México. O primeiro tem uma lesão no joelho e o segundo está gripado. Na Itália, Gattuso e Zambrotta estão machucados, e ainda há a dúvida da presença de Nesta e Totti para a estréia. Por sua vez, o Paraguai espera contar com o atacante Roque Santa Cruz.

Já a República Checa atuará desfalcada do atacante Milan Baros, com uma lesão no pé, contra os Estados Unidos, enquanto Nedved é dúvida por causa de um problema do joelho.

O goleiro Isaksson, da Suécia, levou uma bolada no rosto e desfalcará a seleção contra Trinidad e Tobago, além de ser dúvida para o confronto com o Paraguai. Na Tunísia, o atacante brasileiro naturalizado tunisiano Francileudo dos Santos pode desfalcar a seleção nas partidas contra Arábia Saudita e Espanha.