1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

ONU nomeia argelino Lakhdar Brahimi como novo enviado especial à Síria

Diplomata atuou como conselheiro de Kofi Annan, ministro do Exterior e enviado especial da ONU ao Afeganistão e ao Iraque. Ele substitui Annan na missão de mediar conflito sírio.

A  Organização das Nações Unidas (ONU) confirmou nesta sexta-feira (17/08) que o argelino Lakhdar Brahimi será o novo enviado especial à Síria. O diplomata veterano substituirá Kofi Annan, ex-secretário geral da ONU, como mediador do conflito no país.

"A secretaria geral aprecia a boa vontade de Brahimi em trazer seu talento considerável e sua experiência a essa tarefa crucial, para a qual ele precisará e espera o apoio – forte, claro e unificado – da comunidade internacional, incluindo o Conselho de Segurança", disse o porta-voz da ONU Eduardo del Buey.

"A violência e o sofrimento na Síria precisam chegar ao fim", disse o secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, em um comunicado divulgado por seu porta-voz.

Kofi Annan renunciou ao cargo por frustração com o regime em Damasco e com alguns dos países com poder de veto no Conselho de Segurança da ONU. Ele reclamou da falta de suporte à sua campanha de seis meses para colocar um ponto final na guerra civil na Síria. A renúncia será efetivada no final de agosto.

Brahimi, que foi confidente de Annan durante seu mandato como secretário-geral da ONU, já havia sido indicado como favorito para a posição na Síria nesta quinta-feira (16/08). O argelino de 78 anos foi ministro do Exterior de seu país. Também serviu como enviado especial da ONU no Afeganistão, após os atentados de 11 de setembro de 2001, e no Iraque, após a invasão em 2003.

LPF/rtr/afp/dpa
Revisão: Francis França

Leia mais