1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

ONU espera consenso para novo governo ainda hoje

Nações Unidas certas de que consenso sobre Afeganistão acontece ainda nesta sexta-feira. Os quatro grupos da conferência concordam que mandato do governo de transição seja de dois anos.

default

Ministra alemã da Cooperação Econômica (2ª da esq.) conversou com mulheres afegãs na conferência

A conferência para a reorganização política do Afeganistão, em Bonn, já rascunhou um acordo básico para a composição de um governo de transição e de um parlamento provisório para o país.

A Organização das Nações Unidas, promotora das negociações, acredita que as quatro delegações representantes do povo afegão acertem os detalhes finais ainda na noite desta sexta-feira. Apenas persistem divergências sobre a composição do governo provisório e a segurança policial e militar durante a fase de transição.

Na manhã de hoje (30), aconteceu uma reunião com dois representantes de cada um dos quatro grupos participantes. O líder da delegação de Chipre, que representa exilados políticos e é apoiada pelo Irã, destacou que as conversas no palácio de Petersberg, no oeste alemão, estão acontecendo num clima amigável.

Humajun Jarir salientou que todos os participantes demonstram grande interesse em chegar a resultados concretos. Ele sugeriu que fique a cargo das Nações Unidas a composição e o contingente das tropas de segurança para o Afeganistão.

Jarir confirmou também a partida de Hadschi Abdul Kadir, governador da província de Nagahar. O influente político da etnia pachtun deixou a delegação da Aliança do Norte por não estar satisfeito com a representatividade de seu povo nas negociações. Kadir, entretanto, teria garantido que aceitaria as decisões tomadas na conferência.

As quatro delegações acertaram ainda que o governo de transição terá mandato de dois anos, depois haverá eleições livres. O documento final sobre o futuro político do Afeganistão deverá ser formulado neste sábado no palácio de Petersberg, a antiga casa de hóspedes do governo alemão.

Cooperação Econômica – Uma conferência da sociedade civil para a reconstrução do Afeganistão foi aberta nesta sexta-feira pela ministra alemã da Cooperação Econômica, em Bad Honnef, próximo a Bonn. Heidemarie Wieczorek-Zeul salientou tratar-se de uma chance histórica para reordenar a vida no país.

Cerca de 80 representantes da sociedade afegã, cientistas, empresários e de organizações humanitárias, de diversos países árabes, europeus e da América, participam da conferência. Quase a metade dos participantes são mulheres, parte da população extremamente reprimida nos últimos anos no Afeganistão. Diversos representantes do governo alemão vêm insistindo que sejam concedidas mais chances ao sexo feminino na reconstrução do país.

Ao lado dos direitos da mulher, a conferência da sociedade civil sobre o Afeganistão vai discutir ainda a segurança no novo Afeganistão, a situação econômica, a reorganização do sistema de ensino, o desarmamento das milícias, e o combate ao tráfico de drogas.

Leia mais

Links externos

  • Data 30.11.2001
  • Autoria (rw)
  • Imprimir Imprimir a página
  • Link permanente http://p.dw.com/p/1Qfy
  • Data 30.11.2001
  • Autoria (rw)
  • Imprimir Imprimir a página
  • Link permanente http://p.dw.com/p/1Qfy