1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Ciência e Saúde

ONU emite alerta sobre risco de contaminação da gripe aviária

Com o feriado de Ano Novo na China, milhões de pessoas viajam pelo país, o que aumenta o risco de contaminação. Desde o início do ano, 30 casos foram registrados na China.

O número de casos de gripe aviária causada pelo vírus H7N9 pode aumentar nos próximos dias, alertou a Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO) nesta segunda-feira (20/01). O risco vem da China: a movimentação de pessoas no feriado do Ano Novo chinês, celebrado no dia 31 de janeiro, pode espalhar a doença, que já infecctou 30 pessoas desde o começo do ano.

A expectativa é que milhões de aves sejam tranportadas por pessoas em suas viagens pelo país durante o feriado. Além disso, muitos desses animais serão abatidos dentro de residências. Apesar das medidas para reduzir riscos, como o fechamento temporário de mercados de aves vivas e iniciativas para aumentar as condições de higiene, a China e outros países precisam continuar em alerta.

"O vírus continua a circular nas aves sem mostrar sinais clínicos. O risco para os humanos permanece, especialmente nos próximos meses e principalmente durante o período do feriado do Ano Novo chinês", afirma Juan Lubroth, chefe do departamento veterinário da FAO.

H7N9 Grippe China

Cerca de 30 novos casos foram registrados na China em 2014

Número de casos

A gripe aviária é transmitida de aves para humanos por meio do contato com animais infectados. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), não foi registrado nenhum caso de transmissão da gripe entre humanos.

Desde o início do ano, cerca de 30 novos casos da doença foram registrados na China, sete apenas em Xangai. Seis pessoas já morreram em decorrência da gripe no país. "O vírus não está sob controle", afirmou o epidemiologista chefe do Centro de Controle de Epidemias da China, Zeng Guang.

Até o momento, nenhum outro país relatou casos de gripe aviária em humanos neste ano. Em 2013, segundo a Comissão Nacional de Saúde e Planejamento Familiar da China, o país registrou 144 casos de H7N9 e 46 mortes.

CN/dpa/afp