1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Alemanha

ONG alerta para crise na distribuição de suprimentos no Afeganistão

Comitê Cap Anamur tem dificuldades em transportar comida, roupas e remédios aos afegãos. Atendimento médico também ainda é insuficiente na região.

A organização não-governamental Comitê Cap Anamur adverte para uma crise na distribuição de suprimentos no Afeganistão. Segundo o presidente do Comitê, Rupert Neudeck, "os ajudantes não estão conseguindo distribuir comida, nem providenciar abrigos de forma satisfatória". Em uma entrevista coletiva, nesta quarta-feira, ele criticou a ação das Forças Armadas alemãs na região, afirmando que "muito tempo é perdido com decisões burocráticas".

Neudeck disse que o transporte de suprimentos é muito difícil na região, porque inúmeras pontes e estradas foram destruídas pelos bombardeios americanos. "É quase impossível que todas as pessoas recebam a quantidade de alimentos, roupas e medicamentos de que necessitam."

O antigo ministro do trabalho Norbert Blüm (CDU), que acompanhou o presidente da ONG no Afeganistão, mostrou-se chocado com a dimensão da destruição do país e com a limitada atuação das tropas da ONU, que abrange apenas a região de Cabul. "É como se bombeiros apagassem o fogo apenas na capital do país", comenta.

Desde outubro, o Comitê Cap Anamur enviou 500 toneladas de suprimentos ao Afeganistão. Uma clínica cirúrgica foi construída na província de Deshte Kalar e ainda planeja-se a construção de seis escolas. Cerca de 40 mil afegãos já foram tratados até então, porém a organização ainda necessita de mais médicos e enfermeiros.