1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Alemanha

Onde a beleza não tem vez

O objetivo é claro. O Clube dos Feios de Hamburgo, segunda maior cidade alemã com 1,7 milhão de habitantes, foi criado para ajudar a quem não pertence ao grupo dos abençoados pela natureza.

default

Fundador do Clube dos Feios, Harald Gaspar

Ser motivo de brincadeiras e olhares de desaprovação. Estas são conseqüências de quem não se enquadra nos padrões internacionais de beleza. Para alívio dos (considerados) menos favorecidos pela genética, o clube foi criado em Hamburgo para tirar das sombras quem se considera feio.

Para o casal Harald e Regina Gaspar, fundadores da entidade, esta é uma forma de reunir pessoas que têm problemas de auto-estima, além de ser uma excelente oportunidade para relaxar e se divertir. "Aqui, problemas como falta de aceitação ficam do lado de fora", comenta Harald. Para o proprietário, o local é uma garantia de paz interior.

Experiência própria

Glücklich Allein

Pessoas consideradas fora dos padrões de beleza podem desenvolver problemas de auto-estima

Tanto Regina quanto seu marido foram vítimas no passado da maldade de jovens, que os consideravam "não muito convencionais". Situação que não os prejudicou na vida adulta. "Desenvolvemos um sentimento de auto-estima muito forte desde então", confessa Regina. Harald é diretor de criação de uma agência de publicidade e Regina, jornalista. "Nossa experiência em superar a feiúra foi decisiva para a criação do clube", explica.

A idéia é baseada em uma prática histórica, que remete ao século 17. Os italianos foram pioneiros na idéia de oferecer aos "menos privilegiados de beleza" uma chance de encontrar a felicidade. Os pais de filhas com baixo potencial de casamento da cidade de Piobbico se reuniam e organizavam uma festa, onde solteiros da região eram convidados.

Capital dos feios

Passant mit Regenschirm läuft vor dem Michel in Hamburg entlang

O clube facilita o encontro de pessoas

O que parecia uma alternativa de "desencalhar" as filhas obteve fama internacional. O renascimento na década de 70 da meca dos feios, como Piobbico ficou conhecida, "chega a reunir mais de 3 mil pessoas todo o ano", esclarece Harald.

Isso foi o suficiente para que o casal Gaspar implementasse a idéia na Alemanha. Os resultados iniciais já provam que eles estão no caminho certo. O primeiro encontro, ocorrido em outubro, contou com a presença de cerca de 100 pessoas.

Regina ressalta que todos são bem-vindos ao clube. E para os que se consideram feios, por que não fazer uma viagem a Hamburgo?

Leia mais