1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Ciência e Saúde

Onda de sarampo em Berlim causa primeira morte

Cidade vive maior surto da doença desde 2001, com mais de 570 casos desde outubro. Rejeição da vacina pelos pais coloca vida das crianças em risco, alertam autoridades.

default

Governo alemão alerta para importância da vacina, que não é obrigatória no país

Autoridades de saúde de Berlim confirmaram nesta segunda-feira (23/02) a morte de uma criança de um ano e meio, vítima de sarampo. A criança faleceu no dia 18 de fevereiro, e ainda não se sabe a fonte do contágio.

A direção de uma escola no distrito de Lichtenrade decidiu fechar as portas nesta segunda-feira, depois de confirmar o estado de saúde grave de um estudante, também vítima da doença.

A capital alemã passa por um surto de sarampo desde outubro passado. Até agora, mais de 570 casos foram registrados, o que configura o maior surto na cidade desde 2001 e um número superior ao registrado em todo o país no ano passado.

Apesar do recente surto, o Ministério da Saúde prefere não falar em instituir a obrigatoriedade da vacinação. Mas o governo considera a situação séria e pretende orientar os pais a vacinar as crianças antes do ingresso delas no jardim de infância. O esclarecimento dos pais sobre a importância da imunização também é prioritário, já que muitos são contra a vacinação dos filhos.

O ministro alemão da Saúde, Hermann Gröhe, criticou os temores e pediu às pessoas contrárias à vacinação que considerem aderir à medida preventiva. "O alarmismo irracional de algumas pessoas contrárias à vacinação é irresponsável. Quem nega o direito à vacina a seu filho coloca em risco não apenas a saúde da sua criança, mas também a de outras", declarou ao jornal Welt am Sonntag.

Na Alemanha, o índice de vacinação contra sarampo está em torno de 90% – cinco pontos percentuais abaixo da meta estabelecida com a Organização Mundial da Saúde (OMS) para erradicar a doença até o fim deste ano.

Aumento de casos no Brasil

Durante quase 20 anos o Brasil esteve praticamente livre do sarampo. De acordo com o Ministério da Saúde, entre 2001 e 2005 foram confirmados dez casos de sarampo no Brasil, sendo que quatro foram importados de outros países. Desde 2008, o país registrou apenas uma morte pela doença.

No entanto, um recente aumento do número de casos nos últimos dois anos, concentrados principalmente no Ceará e em Pernambuco, tem preocupado as autoridades. Foram 220 casos de sarampo registrados em 2013 e 204 em 2014.

Muito comum na infância, o sarampo é uma doença infecciosa aguda, viral e extremamente contagiosa, transmitida por secreções expelidas ao tossir, espirrar, falar ou mesmo respirar. Entre os principais sintomas da doença estão febre, tosse, manchas brancas do lado de dentro da boca, além de coriza e conjuntivite.

A doença é especialmente perigosa para crianças com menos de 5 anos e adultos com mais de 20 anos.

MSB/dpa/ap/ms

Leia mais