Onda de calor provoca incidentes e mortes na Europa | Notícias e análises internacionais mais importantes do dia | DW | 11.07.2010
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Onda de calor provoca incidentes e mortes na Europa

Na Alemanha, termômetros chegaram a 38,8°C. Calor intenso provocou até evacuação de trens. No Reino Unido e Espanha, calor chegou a provocar mortes, deixando autoridades em alerta.

default

Verão com muito calor na Europa

Depois de um inverno rigoroso, os alemães sofrem com as altas temperaturas do verão. Neste sábado (10/07), os termômetros registraram 38,8 graus Celsius – o dia mais quente do ano.

"Isto é demais para a Alemanha", disse o meteorologista Christoph Hartmann, do Serviço Alemão de Meteorologia. A onda de calor, que deve continuar ao longo da semana, já provocou incidentes na Alemanha e até mortes em outras regiões da Europa.

Sem refresco

Devido a uma falha no sistema de refrigeração, três trens de alta velocidade (ICE) precisaram ser evacuados neste sábado na Alemanha. O calor insuportável dentro dos vagões causou mal-estar geral entre os passageiros que viajavam entre Hannover e Colônia.

Vinte e sete alunos que faziam parte de um grupo de excursão precisaram ser levados ao hospital. Segundo passageiros, com o trem lotado, a temperatura interna chegou a 50°C. "Era como uma sauna", disse um jovem de 16 anos.

"Nós pedimos desculpas por essa temperatura alta devido à falha do ar-condicionado", justificou um porta-voz da companhia ferroviária Deutsche Bahn. Funcionários da empresa e de serviços de emergência distribuíram bebida aos passageiros desidratados até que eles fossem transferidos para outros trens.

Por toda a Europa

O calor também aflige o Reino Unido: embora a temperatura recorde neste ano tenha sido 31,7°C, autoridades da saúde no país dizem que o número de mortes aumentou em centenas nas últimas duas semanas – fato que pode estar relacionado com o clima quente.

Na Espanha, os termômetros chegaram a 39°C. Desde a última quarta-feira, três pessoas morreram em decorrência do calor, incluindo um homem de 80 anos.

Em agosto de 2003, uma onda de calor assolou o continente europeu e fez milhares de vítimas. Na França, 15 mil pessoas morreram naquele ano devido às altas temperaturas. No Reino Unido, estima-se que o número de mortes tenha chegado a 3 mil.

Foi também em 2003 que a Alemanha registrou a temperatura mais alta da história: 40,2 graus Celsius, em Karlsruhe. A marca também já havia sido atingida em 1983, na cidade de Gämersdorf.

NP/afp/apn
Revisão: Carlos Albuquerque

Leia mais