1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Onda de calor mata mais de 200 no Paquistão

Em meio a corte de energia e temperaturas na casa dos 40 graus Celsius, corpos são empilhados nos necrotérios de Karachi, no sul do país. Governo convoca Exército e decreta estado de emergência nos hospitais.

Mais de 200 pessoas morreram numa onda de calor no sul do Paquistão, que já dura três dias, disseram autoridades locais nesta segunda-feira (22/06). O governo convocou o Exército para ajudar a lidar com a situação, o que inclui o estabelecimento de centros para tratar pacientes.

O número de mortos na cidade mais afetada, Karachi, onde as temperaturas chegaram a 44 graus Celsius no fim de semana, é de ao menos 202. Outras 11 mortes foram registradas no sul da província de Punjab. Segundo as autoridades, o total de mortos deve ser maior devido às vítimas que ainda não foram contabilizadas.

Em Karachi, que tem 20 milhões de habitantes, corpos foram empilhados nos necrotérios. Cortes de energia, que fazem parte do cotidiano do país, interromperam o sistema de abastecimento de água e deixaram famílias sem ar condicionado e ventiladores.

O governo da província de Sind, onde Karachi está localizada, decretou estado de emergência em todos os hospitais, cancelando as folgas das equipes e abastecendo os estoques de suprimentos médicos.

A previsão é que o clima continue quente e úmido nas próximas 24 horas, mas tempestades no fim da semana podem baixar as temperaturas.

As mortes no Paquistão são registradas um mês depois de a vizinha

Índia sofrer a segunda pior onda de calor da história do país

, que deixou mais de 2 mil mortos.

LPF/afp/rtr

Leia mais