1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

OMS declara Serra Leoa livre de ebola

Desde que o vírus fatal eclodiu no final de 2013, cerca de 4 mil pessoas morreram vítimas do ebola no país africano. Apesar de fim da epidemia, organização alerta autoridades sobre necessidade de vigilância intensa.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) declarou neste sábado (07/11) que Serra Leoa está livre do vírus do ebola. Esse é mais um marco rumo à eliminação do surto mais fatal do vírus em todos os tempos.

"Hoje, 7 de novembro de 2015, a Organização Mundial da Saúde declara o fim da epidemia de ebola em Serra Leoa", afirmou o representante da OMS no país, Anders Nordstrom, em cerimônia na capital Freetown.

O país da África Ocidental não registrou novos casos de ebola nos últimos 42 dias, o que equivale a dois períodos de incubação de 21 dias. O último paciente infectado foi liberado em 25 de setembro, depois de dois testes negativos consecutivos.

No entanto, as autoridades em Serra Leoa foram advertidas para que se mantenham atentas, enquanto o país entra num período de 90 dias de intensa vigilância.

Medo persistente

Apesar das comemorações na capital de Serra Leoa, o impacto da epidemia ainda deverá ser sentido por muitos anos.

Aproximadamente 4 mil pessoas morreram no país desde a eclosão do surto, no final de 2013. O balanço global de mortes gira em torno de 11 mil. Em todo o mundo, por volta de 28 mil pessoas foram infectadas pelo vírus.

"Até que toda a região da África Ocidental não registre mais nenhum caso e Serra Leoa continue com a vigilância elevada para além de 90 dias, só então a região poderá pensar numa verdadeira recuperação", afirmou Alfred Palo Conteh, diretor-executivo do Centro Nacional de Resposta ao Ebola de Serra Leoa.

CA/afp/ap/rtr

Leia mais