1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Economia

OMC chega a acordo sobre subsídios agrícolas

Reunião da Organização Mundial do Comércio (OMC) em Nairóbi faz poucos progressos para abolir barreiras comerciais globais, mas avança quanto à eliminação de subvenções à exportação agrícola por parte de países ricos.

default

Diretor-geral da OMC, Roberto Azevêdo (c.), no final da reunião em Nairóbi

O encontro de cinco dias dos 162 países-membros da Organização Mundial do Comércio (OMC) em Nairóbi, capital do Quênia, terminou com um acordo sobre os subsídios à exportação agrícola, mas não conseguiu fazer progressos quanto a outras reformas importantes.

A decisão da OMC, apresentada no sábado (19/12), de abolir os incentivos de países ricos às exportações da agricultura foi saudada por autoridades mundiais da área do comércio. O representante americano para o comércio exterior, Michael Froman, chegou até mesmo a dizer que a medida representava uma "guinada para a Organização Mundial do Comércio".

O brasileiro

Roberto Azevêdo, diretor-geral da OMC

, também saudou o resultado do encontro, chamando a decisão sobre as exportações agrícolas o "resultado mais significativo em termos de agricultura" na história da OMC.

A medida vai ao encontro de uma antiga reivindicação dos países em desenvolvimento, já que os subsídios concedidos por países desenvolvidos à exportação agrícola limitavam as vendas de produtos básicos de nações menos favorecidas.

Caminho a percorrer

Apesar dos elogios para o acordo sobre a subvenção à exportação agrícola, o encontro não conseguiu fazer muito progresso quanto às negociações paralisadas da Rodada Doha.

Essas negociações, que tiveram início na capital do Catar em 2001, deveriam ajudar os países em desenvolvimento e emergentes a se tornar mais competitivos no mercado global. As nações industrializadas, no entanto, falharam em chegar a um consenso sobre a redução das tarifas alfandegárias e subsídios agrícolas.

O encontro da OMC em Nairóbi também não foi diferente, com os países-membros divididos quanto a continuar ou não a Rodada Doha.

Na declaração final do encontro, afirma-se que os membros continuam comprometidos em concluir as negociações de Doha. O documento, porém, também destaca que alguns alguns países pedem a eliminação ou modificação da Rodada Doha.

CA/afp/dpa/rtr/dw

Leia mais