1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Obama se diz cauteloso quanto a cessar-fogo na Síria

Presidente americano reconhece que situação é difícil e afirma que trégua planejada por Washington e Moscou pode permitir foco no "Estado Islâmico". Principal grupo da oposição síria se compromete com acordo.

O presidente americano, Barack Obama, expressou cautela nesta quarta-feira (24/02) em relação a um planejado cessar-fogo na Síria. A trégua, que deve ter início à meia-noite de sábado, foi

anunciada por Washington e Moscou nesta segunda-feira

.

Obama disse a repórteres em Washington que, se algum progresso for alcançado na Síria, teria início um processo político para acabar com a guerra civil, que já dura cinco anos. "Estamos muito cautelosos quanto a aumentar as expectativas sobre isso", disse. "A situação é difícil."

Apesar de autoridades americanas já terem levantado a possibilidade de um transição política em Damasco, o presidente sírio, Bashar al-Assad, apoiado por Moscou, não dá sinais de que irá recuar.

O principal grupo de oposição a Assad, o Alto Comitê de Negociações (HNC, na sigla em inglês), disse nesta quarta-feira que irá se comprometer com o cessar-fogo de duas semanas. O HNC é apoiado pela Arábia Saudita e reúne oponentes políticos e armados do presidente sírio.

"O Alto Comitê de Negociações acredita que uma trégua provisória de duas semanas daria uma chance de determinar o comprometimento [com o cessar-fogo] do outro lado", disse o grupo em comunicado.

O

governo sírio havia aceitado

nesta terça-feira os termos do acordo elaborado por EUA e Rússia para suspensão de "operações de combate". Os planos não incluem a interrupção de ataques ao "Estado Islâmico" (EI) e à Frente al-Nusra.

Obama disse que se o cessar-fogo reduzir a violência que tem assolado a Síria, então, ele servirá de base para uma trégua de longo prazo. Ele também afirmou que interromper as hostilidades permitiria que os EUA e seus parceiros, incluindo a Rússia, foquem no EI, "algo que eles não estão fazendo no momento".

O porta-voz da Casa Branca, Josh Earnest, disse esperar que haja "algumas violações" do cessar-fogo. "Ainda não ficará claro após alguns dias ou até mesmo após algumas semanas se este entendimento vai perdurar", afirmou.

A ONU espera que o cessar-fogo permita que negociações de paz para a Síria sejam retomadas. A última rodada em Genebra, no início deste mês, terminou sem avanços, depois de Damasco ter lançado uma ofensiva, com o apoio de Moscou, contra a cidade síria de Aleppo.

LPF/rtr/ap/afp

Leia mais