1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Obama promete US$ 450 milhões para paz na Colômbia

Líder americano anuncia, junto com presidente colombiano, nova fase na aliança bilateral e aumento de verba para assistência ao país sul-americano. Doação depende, entretanto, da conclusão de acordo com as Farc.

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, anunciou nesta quinta-feira (04/02) que pedirá ao Congresso americano cerca de 450 milhões de dólares para um novo programa de ajuda ao país sul-americano, que batizou de Paz Colômbia.

Ele fez o anúncio ao lado do presidente colombiano, Juan Manuel Santos, durante uma recepção na Casa Branca em comemoração aos 15 anos do Plano Colômbia, um programa firmado em 2001 para apoio ao governo do país na luta contra o narcotráfico e a guerrilha. Neste ano, Washington gastará no projeto 310 milhões de dólares. O aumento de verba, prometido para 2017, atende a um pedido de Santos.

"Assim como os EUA têm sido um aliado da Colômbia em tempos de guerra, seremos aliados também em tempos de paz", afirmou o líder americano, que ainda ressaltou sua admiração pela cultura colombiana, citando artistas como a cantora Shakira, a atriz Sofía Vergara e o escritor Gabriel García Márquez.

"Proponho que mais de 450 milhões de dólares sejam dedicados aos avanços na segurança, à reintegração de ex-guerrilheiros à sociedade e à ampliação das oportunidades em áreas onde elas não existem há décadas", disse Obama.

O novo programa, anunciado como a segunda fase do Plano Colômbia, é condicionado, segundo a Casa Branca, à conclusão de um acordo de paz entre o governo e as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc), algo que Santos espera alcançar no próximo mês e que poderá por fim ao conflito armado mais longo da América Latina.

"A paz será a cereja no bolo do Plano Colômbia e o começo de um novo capítulo de colaboração e amizade entre nossas nações. Um capítulo que decidimos chamar de Paz Colômbia", explicou o presidente colombiano.

Governo colombiano e as Farc dialogam há três anos em Havana para terminar com um conflito interno que já deixou mais de 220 mil mortos e milhões de deslocados. A previsão é de que um acordo seja alcançado até 23 de março.

Desde que se iniciaram as conversações, em novembro de 2012, as partes já conseguiram fechar quatro dos cinco capítulos que compõem a agenda do processo de paz: terras e desenvolvimento rural, participação política; drogas e narcotráfico; e reparação, verdade e justiça para as vítimas do conflito.

EK/ap/dpa/efe/rtr

Leia mais