1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Obama promete resposta proporcional a ataque contra Sony

Presidente critica produtora cinematográfica por ter cancelado lançamento de filme que satiriza o ditador da Coreia do Norte. "Penso que foi um erro", afirma.

O presidente dos EUA, Barack Obama, afirmou nesta sexta-feira (19/12) que seu governo "responderá de maneira proporcional" ao ataque cibernético sofrido pela produtora cinematográfica Sony Pictures, pouco depois de o FBI ter responsabilizado o governo da Coreia do Norte pelo ataque.

O ataque levou a Sony a cancelar o lançamento do filme A entrevista (The interview, no título original), decisão pela qual foi duramente criticada por políticos e também por atores e diretores de cinema. O filme, protagonizado pelos atores Seth Rogen e James Franco, conta a história de dois jornalistas que são recrutados pela CIA para assassinar o ditador da Coreia do Norte, Kim Jong-un.

Obama, que concedeu uma entrevista coletiva de fim de ano à imprensa, em Washington, lamentou que a Sony Pictures tenha cancelado o lançamento do filme sem ter falado com a Casa Branca. "Sim, penso que foi um erro. Nós não podemos viver numa sociedade em que alguma ditadura em algum lugar imponha censura nos Estados Unidos", disse Obama.

Ele prometeu responder ao ataque de forma proporcional e "num lugar, da maneira e na hora que escolhermos". O presidente acrescentou que não há provas que apontem para a participação de um segundo país no ataque.

O FBI afirmou ter informação suficiente para concluir que o governo da Coreia do Norte é o responsável pela ação e que vai "identificar, perseguir e impor custos e consequências a indivíduos, grupos ou nações que usarem meios cibernéticos para ameaçar os Estados Unidos ou interesses dos EUA."

AS/lusa/ap/afp