1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Obama promete justiça após massacre em cinema

Atirador matou pelo menos 12 pessoas durante pré-estreia do novo filme do Batman no Colorado. O motivo do crime ainda é desconhecido. Ataque deflagrou novo debate sobre lei de armas nos Estados Unidos.

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, prometeu justiça aos moradores de Aurora, cidade na periferia de Denver, no Colorado, após o massacre em um cinema local que deixou pelo menos 12 mortos. "O governo federal está pronto para fazer tudo que for necessário para levar à Justiça o responsável por este crime hediondo", disse Obama em seu programa semanal de rádio e internet, transmitido neste sábado (21/07).

Ele também assegurou aos americanos que o governo "vai tomar todas as medidas possíveis" para garantir a segurança de todos os residentes do país. As declarações de Obama foram feitas um dia após um atirador vestido de preto e usando roupas à prova de balas abrir fogo em um cinema lotado, produzindo um banho de sangue com pelo menos 12 mortos e 58 feridos.

O caos tomou conta do público do cinema quando um homem armado lançou o que seriam duas bombas de gás lacrimogêneo ou granadas de fumaça na plateia, na sessão de meia-noite, de pré-estreia do filme “Batman - o cavaleiro das trevas ressurge”, atirando a esmo, em seguida.

Motivo desconhecido

A polícia prendeu o suspeito, identificado como James Holmes, sem encontrar resistência. O jovem de 24 anos estava próximo a seu carro, nos fundos do cinema. Um dia depois do tiroteio, não há indícios do motivo do suposto criminoso. O massacre provocou um novo debate sobre as leis de porte de armas nos EUA.

Segundo a polícia, o suspeito continuava se negando a falar. Entretanto, as autoridades afirmam ter certeza de que ele é o autor do crime. De acordo com a polícia, o rapaz, que recentemente havia abandonado o doutorado em Neurociência da Universidade do Colorado, em Aurora, deve ser levado na segunda-feira a se apresentar pela primeira vez perante um juiz.

James Holmes, 24, is seen in this undated handout picture released by The University of Colorado July 20, 2012. Holmes is the suspect in a shooting attack which killed 12 people at a midnight premiere of the new Batman movie in a suburb of Denver early on Friday, according to law enforcement officials. The University of Colorado Denver/Aschutz Medical Campus confirmed that Mr. James Holmes was in the process of withdrawing from the University of Colorado Denver's graduate program in neurosciences. REUTERS/The University of Colorado/Handout (UNITED STATES - Tags: CRIME LAW) FOR EDITORIAL USE ONLY. NOT FOR SALE FOR MARKETING OR ADVERTISING CAMPAIGNS

James Holmes: suspeito obteve arsenal legalmente

O jovem teria conseguido as armas e munições usadas no ataque de forma legal, de acordo com o chefe de polícia Dan Oates. Ele portava uma pistola, um rifle semiautomático e uma espingarda. Ele teria comprado pela internet, há pelo menos dois meses, 6 mil cartuchos de munição e roupas especiais à prova de balas, que ele usou durante o ataque – por isso acredita-se que o jovem tenha planejado o ato com bastante antecedência.

Esta teoria é reforçada pelo fato de o suspeito ter preparado minuciosamente seu apartamento em Aurora com uma série de armadilhas. A polícia espera poder concluir ainda neste sábado os trabalhos de especialistas, que tentam inspecionar o apartamento do rapaz.

Lei de armas

O fato de o suspeito ter tido acesso legal às armas e munições desencadeou um novo debate sobre as leis de armas nos Estados Unidos. O prefeito de Nova York, Michael Bloomberg, pediu ao presidente Barack Obama e a seu adversário republicano, Mitt Romney, leis mais severas sobre o tema.

Tanto Obama quanto Romney interromperam suas campanhas eleitorais ao saberem do massacre. Obama suspendeu uma viagem à Flórida na sexta-feira, retornando para Washington quando soube da tragédia.

"Mesmo quando soubermos como isso aconteceu e quem é o responsável, nunca poderemos compreender o que leva alguém a aterrorizar desta forma os demais seres humanos ", disse Obama em seu programa semanal. Obama classificou o ataque de ato "maligno" que foi "além da razão".

Escolas de ensino secundário de Aurora oferecem neste fim de semana apoio psicológico aos afetados, e as bandeiras estarão hasteadas a meio mastro. Para a noite de domingo, está agendada um ato religioso conjunto diante do centro comunitário local, segundo a mídia local.

MD/dpa/afp/rtr
Revisão: Mariana Santos