1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Obama afirma que entendimento com Irã é histórico

Se totalmente implementado, acordo fechado na Suíça impedirá iranianos de obter a bomba nuclear, assegura presidente dos Estados Unidos. "Se o Irã trapacear, o mundo saberá", adverte.

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, saudou nesta quinta-feira (02/04) o que chamou de entendimento histórico sobre o programa nuclear do Irã, alcançado entre o país e as seis potências mundiais.

"Hoje, os Estados Unidos, junto de nossos aliados e parceiros, chegaram a um entendimento histórico com o Irã que, se totalmente implementado, impedirá o país de obter uma arma nuclear", disse Obama em declaração na Casa Branca, momentos após o anúncio do

acordo prévio acertado em Lausanne

, na Suíça.

Segundo o presidente, o acordo prevê um regime de intensas inspeções e impossibilita o Irã de construir bombas atômicas, pois o país ficará incapacitado de obter urânio altamente enriquecido.

"É um bom acordo, um acordo que atende aos nossos objetivos centrais", acrescentou Obama, enaltecendo a conquista alcançada depois de anos de negociações diplomáticas. No entanto, o presidente americano salientou que o "trabalho não está concluído".

Além disso, Obama advertiu o governo em Teerã de que o mundo estará vigiando o cumprimento de seus compromissos. "Se o Irã trapacear, o mundo ficará sabendo", disse. Ele disse que as sanções poderão ser reativadas caso o acordo não seja cumprido.

As negociações sobre o programa nuclear iraniano exigiram um grande investimento político de Obama. As relações com Israel, que classifica o Irã como uma ameaça existencial, foram fortemente abaladas, e o Congresso dominado por republicanos criticou duramente o presidente. Um dos maiores desafios de Obama agora será convencer os legisladores a adiar o decreto que autorizará novas sanções ao Irã.

PV/afp/rtr/dpa

Leia mais