O zelador Bernd Jahrmärker, de Göttingen | Entenda a Alemanha, sua diversidade, estrutura e história | DW | 25.06.2010
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Entenda a Alemanha

O zelador Bernd Jahrmärker, de Göttingen

A vida de Bernd Jahrmärker tem sido movimentada. Hoje, aos 53 anos, ele é zelador de uma escola. Ele se considera um alemão típico. Uma característica típicamente alemã para ele é "arregaçar as mangas e ir à luta".

default

Às 6h30 ainda impera o silêncio em Göttingen. As ruas da pequena cidade universitária no sul da Baixa-Saxônia estão vazias. Ao olhar pela janela, avistamos apenas a escuridão. Na escola Hainberg, é diferente: a luz já está acesa, iluminando o portão de entrada. Aqui o dia já começou.

Bernd Jahrmärker anda por longos corredores, desce e sobe escadas. Uma das suas primeiras tarefas do dia é abrir todas as salas de aula. Quando o primeiro grupo de alunos chega, por volta das 7h20, o zelador já retornou ao seu escritório, onde toma um café.

BeJaA6

Bernd encontra o eletricista que instala tomadas

Soldado vira técnico eletromecânico que vira zelador

Outra função de Bernd é controlar o sistema de aquecimento da escola, localizado no porão do prédio. Mas, para esta tarefa, ele nem se levanta: é tudo computadorizado.

O zelador entende de técnica e é formado em mecânica elétrica. Sua vida profissional, no entanto, começou com a carreira militar.

"Eu me alistei no Exército aos 17 anos por vontade própria. Planeja seguir carreira militar", relembra o zelador, hoje aos 53 anos. Foi o amor por uma garota de Göttingen que atrapalhou seus planos.

A garota pela qual Bernd mudou sua trajetória profissional era a irmã de um conhecido, que trabalhava como modelo. Para Bernd, tratava-se de um relacionamento sério, principalmente quando, depois de alguns anos, ela lhe deu um ultimato: ou ela ou o Exército. Bernd fez sua escolha: deu baixa no Exército e se mudou para Göttingen.

BeJaA2

O zelador presta atenção em cada detalhe da escola

A relação com a modelo se desfez. Mas Bernd continuou na cidade universitária. Göttingen foi a cidade que escolheu para viver. Hoje, vive sozinho em um apartamento de 50m².

Bernd não tem filhos, pelo menos não dele próprio. Mas, na escola onde trabalha, está cercado de 1.100 crianças.

Enquanto ele conversa com o diretor da escola sobre a necessidade de adquirir novas ferramentas, acaba de chegar a informação de que a pia do banheiro feminino está entupida.

No caminho até o banheiro feminino, Bernd encontra o eletricista. Este está instalando novas tomadas no segundo andar da escola e precisa de uma escada. Além disso, acabou de chegar uma encomenda que veio ao endereço errado. Bernd resolve tudo.

BeJaA1

Bernd começa o dia abrindo as salas da escola Hainberg

Um acidente trouxe a transformação

Há 12 anos, Bernd zela pela ordem na escola Hainberg. Anteriormente, ele trabalhara como técnico eletromecânico, instalando equipamentos técnicos em toda a Europa.

Aos 40 anos, aconteceu uma grande transformação na vida de Bernd: um acidente durante um jogo de futebol. Depois de um impacto violento, ele não conseguiu mais se levantar. Jorrava sangue de sua boca. Três costelas quebradas perfuraram seu pulmão. Foi uma luta contra a morte.

Bernd passou meses no hospital e, a partir de então, tomou a decisão de recomeçar sua vida. Ele queria ter mais gente à sua volta e virou zelador de escola – escolhido entre 170 candidatos à vaga.

Hoje, Bernd se proclama feliz. Seu lema de vida é "Aproveite cada dia". Ele mesmo reconhece, no entanto, que é um homem de poucos sorrisos.

Autora: Shabnam Nourian (aj)
Revisão: Rodrigo Rimon

Links externos