O técnico do TÜV Andreas Scherschel, de Colônia | Entenda a Alemanha, sua diversidade, estrutura e história | DW | 18.05.2010
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Entenda a Alemanha

O técnico do TÜV Andreas Scherschel, de Colônia

Perito de veículos nunca foi a profissão dos sonhos de Andreas Scherschel. Hoje, o engenheiro avaliador tem paixão pelo que faz. Sobretudo por ser autônomo.

default

"Meu pai insistiu para que eu seguisse esse caminho", conta Andreas Scherschel, de 44 anos, sobre a escolha da profissão. A pressão por parte do pai durante a juventude é responsável por ele ser hoje o chefe de uma empresa com sete funcionários.

Desde 1992, Andreas tem seu próprio negócio e trabalha em parceria com a Associação Técnica de Fiscalização (Technischer Überwachungs-Verein), cuja sigla é TÜV – uma instituição responsável pela avaliação de segurança e qualidade de mecanismos de todos os tipos.

Andreas trabalha na avaliação de automóveis. Nenhum veículo pode rodar nas estradas da Alemanha sem um certificado expedido por um profissional. O certificado garante que os automóveis estão em conformidade com normas de segurança e de respeito ao meio ambiente.

Esta é a função da oficina de Andreas na cidade de Colônia: revisar e autorizar, ou não, a circulação de veículos.

AnScheA1 Flash-Galerie

Uma profissão que exige muita atenção e dedicação

Às custas de acidentes

O mundo de Andreas gira em torno de carros – pode-se dizer que em suas veias corre gasolina. Ele não faz distinções na hora de fazer a avaliação de um carro. Mas, na vida privada, Andreas tem um carinho especial por carros esportivos. O coração dele também acelera quando ele vê um verdadeiro oldtimer.

O que incomoda Andreas é o comportamente agressivo de muitos motoristas: "Não existe nada pior do que motoristas alemães: eles andam por aí com viseiras e não deixam ninguém ultrapassá-los".

Mas Andreas reconhece que depende dos acidentes de trânsito para viver. O engenheiro é também especialista em avaliar danos materiais de veículos. É ele quem calcula os prejuízos causados por um acidente para as companhias de seguro.

AnScheA2 Flash-Galerie

Andreas em mais uma de suas saídas para avaliação

Quando Andreas vai avaliar os danos causados por um acidente, ele sempre reserva um tempinho para ouvir as histórias dos acidentados. Na sua profissão, faz-se necessária uma dose de empatia.

Andreas tem experiência no assunto: ele sofreu um acidente há pouco tempo e se alegrava cada vez que alguém estava disposto a ouvir a sua história.

Nesta sexta-feira de manhã, ele avalia um carro que foi atingido na lateral. Ferramentas e uma câmera fotográfica fazem parte do arsenal para a avaliação.

Em poucos minutos, o especialista identifica no veículo um dano que foi produzido há muito mais tempo, e que por isso não pode ser calculado no orçamento para o conserto dos danos causados no último acidente. A precisão é um dos requisitos básicos do perito de veículos.

Envelhecer

No ramo dos automóveis, Andreas lida muito mais com homens do que com mulheres, ou como ele mesmo gosta de dizer, com "os caras". Ele ressalta que gosta disso, pois é assim que ele se vê: sem qualquer "veia" feminina no corpo.

A companheira Benina Klempmann confirma o jeito de Andreas. Para ela, ele é "o homem que toda mulher deseja": um pouco macho, muito charmoso e sobretudo com ombros largos para se reclinar. Só falta um coisa, diz Benina: que Andreas aprenda a cozinhar.

AnScheA3

Andreas e a segunda mulher Benina têm dois filhos

O casal tem dois filhos. Um de 3 meses e outro de 3 anos. Essa é a segunda família de Andreas. Do primeiro casamento, Andreas tem uma filha de 18 anos. O clássico esquema familiar do casal pode enganar: é verdade que ele garante o sustento da família e ela cuida do lar e dos filhos. Mas quando questionados quem é que manda na casa, ambos respondem com convicção: "Eu, claro!"

Com 45 anos, Andreas pensa na idade com certo desconforto: "Eu ainda não me sinto adulto". Para continuar jovem, ele pratica esporte com frequência. Três vezes por semana ele joga vôlei. Além do prazer que o esporte proporciona, o empresário descarrega assim todo o estresse do dia-a-dia. Andreas trabalha dez horas por dia e nem aos sábados tira folga.

Autora: Anne Le Touzé (br)
Revisão: Alexandre Schossler

Links externos