1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Alemanha

O significado do Holocausto

A língua alemã não dispõe de uma palavra específica para designar o massacre aos milhões de judeus pelos nazistas. Portanto, utiliza-se o termo Holocausto, o que gera certas controvérsias.

default

Dia em memória ao Holocausto no Parlamento alemão

A palavra Holocausto é utilizada desde a década de 1980 para designar o extermínio em massa de cerca de seis milhões de judeus pelos nazistas na Segunda Guerra Mundial. O termo tem sua origem na palavra greco-latina holocaustum e significa "totalmente queimado" ou "vítima de um incêndio".

Esta palavra era originalmente aplicada para designar um sacrifício que agrada a Deus, no qual a vítima era queimada. O emprego do termo da linguagem sacra para designar o crime nazista, portanto, foi bastante controverso.

Em Israel, até hoje é utilizado o termo secular hebraico Shoah, que significa "destruição" ou "catástrofe", já tendo sido mencionado na Declaração de Independência do Estado de Israel, de maio de 1948. O dia em memória do Shoah já é celebrado desde 1951, principalmente no memorial de Yad Vashem. Como a data cai no dia 27 do mês de nisan no calendário judaico, a celebração ocorre entre abril e maio do calendário cristão. A data foi escolhido por conta da revolta no Gueto de Varsóvia.

Na língua alemã não existe um termo fixo para se referir ao massacre dos judeus. Desde os processos criminais de Frankfurt na década de 1960, "Auschwitz" tornou-se sinônimo para o assassinato em massa dos judeus ordenado pelo regime nazista. Já o termo Holocausto chegou à Alemanha através do inglês americano e acabou se impondo graças a um seriado de televisão de mesmo nome, transmitido em 1979.

Entretanto, a primeira aplicação do termo para designar o aniquilamento em massa dos judeus foi utilizado no Reino Unido, na década de 1940. Em 1942, a Câmara dos Lordes comentava que possivelmente apenas algumas centenas de judeus conseguiriam escapar desse "holocausto".

Diferentes contextualizações

A palavra também foi utilizada em outro contexto, entretanto. Soldados norte-americanos falavam também em holocausto ao se referir ao lançamento das duas bombas atômicas sobre Hiroshima e Nagasaki, com a completa redução de seus centros a cinzas, em 1945. Mais tarde, já nos anos 80, o movimento pacifista alertava o mundo para um possível holocausto atômico.

NPD-Demonstration

Simpatizante do partido de extrema direita NPD

Já em 2005, políticos do partido de extrema direita NPD (Partido Nacional Democrático da Alemanha) criaram uma polêmica mundial ao denominar os ataques de bombas dos aliados a Dresden, em 1945, de "holocausto das bombas". Desta forma, colocaram os cidadãos alemães vítimas do ataque no mesmo patamar dos judeus exterminados pelos nazistas.

Apesar de toda crítica à palavra, no dia 27 de janeiro é celebrada a Memória do Holocausto. A data foi escolhida por conta da libertação do maior campo de concentração nazista – Auschwitz – por tropas russas, em 1945. Desde 1996, alemães lembram nessa data o genocídio de milhões de pessoas durante as décadas de 1930 e 40.

Em novembro de 2005, durante a Assembléia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU), foi votada uma resolução que determinava o dia 27 de janeiro em todo o mundo como dia em memória do extermínio de milhões de pessoas – o Holocausto.

Leia mais