1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Esporte

O salvador do Leverkusen?

Direção do clube alemão aposta em Lúcio para escapar do rebaixamento para a segunda divisão. Zagueiro brasileiro recupera-se de operação e só deve voltar ao campo no final de abril.

default

Lucio é a grande esperança do decadente Bayer Leverkusen

O campeão mundial Lúcio, da Seleção Brasileira, acaba de voltar à Alemanha e ainda se recupera de uma operação inevitável no pé esquerdo, mas já recebeu da direção do Bayer Leverkusen uma missão quase impossível: salvar o clube do rebaixamento para a segunda divisão do futebol alemão.

"Lúcio é um jogador importantíssimo para nós, ele é uma estrela mundial e um profissional exemplar, que vale cada centavo que investimos nele", diz o diretor de futebol do Bayer Leverkusen, Reiner Calmund, que pagou 8,5 milhões de euros pelo zagueiro mais caro do Campeonato Alemão.

Depois de sagrar-se vice-campeão em três torneios (Bundesliga, Copa da Alemanha e Liga dos Campeões) na temporada passada, o Bayer Leverkusen ocupa o penúltimo lugar na atual tabela do Campeonato Alemão e é candidato ao rebaixamento. O fraco desempenho da equipe é atribuído, entre outras coisas, às transferências do meia Ballak e do lateral esquerdo brasileiro Zé Roberto para o Bayern de Munique, bem como à ausência de Lúcio e do líbero Nowotny na zaga.

Rebaixamento - Lúcio garante que continuará no clube, mesmo que tenha de jogar na segunda divisão do futebol alemão. "Tive tantos dias bonitos aqui que eu não penso em abandonar o Leverkusen numa situação difícil. Mesmo que muitos não acreditem nisso, também como campeão mundial eu jogaria na segunda divisão, se essa queda brutal realmente ocorrer", declarou em entrevista ao jornal Bild. Ele prorrogou seu contrato com o Leverkusen até 2007 antes da operação.

Apesar da situação precária, o craque brasileiro promete que fará tudo para evitar o rebaixamento. "Alegro-me em poder voltar para casa com minha família. É verdade, em Leverkusen estou em casa. Volto e só penso numa coisa: fazer tudo para que fiquemos na Bundesliga. E isso nós vamos conseguir", afirmou ao desembarcar na Alemanha, na sexta-feira (22/03).

Melhor zaga da Europa - Lúcio foi operado no pé esquerdo por especialistas norte-americanos em Birmingham, no Alabama (EUA), em dezembro de 2002, e passou os últimos meses em reabilitação no Brasil. "Nesse tempo, treinei até seis horas diariamente. No trabalho e no programa de condicionamento com os massagistas da Confederação Brasileira de Futebol, tudo correu de forma excelente. Os médicos estão satisfeitos com a recuperação do pé após a operação", disse.

Na opinião de Calmund, Lúcio e Nowotny, que também desfalca o time até o final da temporada, formam "a melhor zaga central da Europa". O jogador brasileiro, nos próximos dez dias, fará exercícios individuais, mas acha que poderá voltar aos treinos coletivos no começo de abril e ainda atuar nas duas ou três últimas rodadas do campeonato. Resta saber se o Leverkusen, até lá, não afundou de vez.

Milagre - O fisioterapeuta do clube, Dieter Trzolek, adverte que é melhor não esperar milagres de Lúcio. "Vamos ver como ele se recupera. Não pretendemos correr nenhum risco. Ninguém deve pensar que Lúcio sozinho pode salvar o Bayer do rebaixamento", afirma.

Lúcio disputou sua última partida pelo Leverkusen em 30 de novembro de 2002, na derrota de 3 a 2 para o Hamburgo. Antes de se contundir no pé esquerdo, destacou-se com dez gols em 59 partidas pelo Campeonato Alemão e três gols em jogos da Liga dos Campeões.

O craque brasileiro é cobiçado por grandes clubes europeus, como o Roma e a Juventus de Turim, que ofereceram até 30 milhões de euros pelo seu passe. O Real Madrid e o Barcelona também estavam interessados no jogador, mas Calmund fincou pé: "Lúcio é inegociável", diz. Embora não esconda o desejo de disputar de novo um torneio europeu, Lúcio reconhece que tem "um contrato a cumprir".

Leia mais