O que o Festival Beethoven tem a oferecer em 2008 | Página especial sobre o Festival Beethovenfest, em Bonn | DW | 29.08.2008
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Beethovenfest

O que o Festival Beethoven tem a oferecer em 2008

De 29 de agosto a 28 de setembro, o festival Beethovenfest reúne a nata da música clássica na cidade natal do compositor, a ex-capital alemã Bonn. Do ciclo de sinfonias ao olhar cinematográfico: "Poder.Música".

default

Kurt Masur

Maestro Kurt Masur

Difícil imaginar uma obra que se encaixe melhor do que a Nona sinfonia de Beethoven num festival cujo slogan é Poder.Música ( Macht.Musik). Prova disso é que ela consta duas vezes no programa do Beethovenfest. Logo na abertura do evento, a Nona será executada pela Kammerphilharmonie de Bremen, sob a batuta do maestro estoniano Paavo Järvi.

Duas semanas mais tarde será a vez da Orquestra Nacional da França, regida por seu titular, o veterano Kurt Masur. Estes, aliás, apresentarão a integral das sinfonias beethovenianas, um indiscutível ponto máximo do Festival Beethoven 2008 em Bonn.

Desfile de grandes nomes

A diretora do evento, Ilona Schmiel, enumera alguns de seus favoritos. "Fico especialmente feliz que o último concerto da Filarmônica de Nova York, antes de Lorin Maazel entregar seu posto de maestro titular, vá ser aqui em Bonn. E estou ansiosa para ouvir András Schiff com sua Cappella Barca. Temos a Sinfônica de Londres, conectando assim com 2007."

No ano anterior, o tema do festival foi justamente a conexão entre o compositor natural de Bonn e a Grã-Bretanha, mas a lista de grandes intérpretes não pára por aí. Os concertos realizados entre 29 de agosto e 28 de setembro incluem o regente Riccardo Chailly, os pianistas Alfredo Perl e Lilya Zilberstein, a jovem violoncelista Sol Gabetta e o versátil percussionista Martin Grubinger, entre muitos outros.

Elixir da vida em campo de concentração

Beaux Arts Trio

Trio Beaux Arts brilhou em 2007 (à esq., violoncelista brasileiro Antonio Meneses)

O violinista inglês Daniel Hope concebeu um programa que aborda o deplorável capítulo da Alemanha sob a ditadura nazista. Como lembra Schmiel, o palco do concerto – o antigo reservatório de água da cidade, sede do Parlamento alemão antes da mudança para Berlim – não é uma locação qualquer.

"Um lugar profundamente político, onde nos dedicaremos a compositores que foram internados [e morreram] em Theresienstadt, Gideon Klein, mas também a Viktor Ullmann, entre outros. Daniel Hope descobriu essa música para si, encontrou um novo formato para apresentá-la. Ele compilou textos desse campo de concentração e mostra o grau de esperança a que o ato de fazer música estava ligado naquele momento, mostra como a música pode ser um elixir da vida."

Look at Beethoven

Beethovenhalle Bonn

Um dos palcos do festival em Bonn

Mais de 60 concertos exploram uma palheta que – ao lado das obras de Ludwig van Beethoven e de seus contemporâneos – vai do Barroco ao Contemporâneo, passando por shows de jazz e atrevidas canções populares da época da República de Weimar. A rica programação paralela inclui leituras, debates e exposições.

Como nos dois anos anteriores, o festival Beethovenfest 2008 aborda também o olhar cinematográfico sobre o compositor e sua obra. Ilona Schmiel descreve: "Com Look at Beethoven apresentamos as diferentes visões de cineastas, jovens diretores e também fotógrafos, explorando a forma de clips curtos." O projeto contou com a parceria da Deutsche Welle, além de outras emissoras e faculdades de Artes.

Leia mais

Áudios e vídeos relacionados