O que é a ″mãe de todas as bombas″? | Notícias e análises internacionais mais importantes do dia | DW | 15.04.2017
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Estados Unidos

O que é a "mãe de todas as bombas"?

Bomba não nuclear mais poderosa do arsenal dos Estados Unidos mede 9,14 metros e pesa quase 10 toneladas. Ela é lançada de uma avião cargueiro e guiada até o alvo por GPS, explodindo antes de alcançar o solo.

Assistir ao vídeo 00:31
Ao vivo agora
00:31 min

Veja imagens do primeiro uso da "mãe de todas as bombas"

A "mãe de todas as bombas", que os Estados Unidos lançaram nesta quinta-feira (13/04) sobre uma rede de túneis do "Estado Islâmico" no leste do Afeganistão, é uma arma altamente especializada cujas origens remontam às bombas desenvolvidas para combater os nazistas na Segunda Guerra Mundial.

A GBU-43/B (Guided Bomb Unit, ou Unidade de Bombardeio Guiada) nunca havia sido utilizada. Ela também é conhecida pelo nome de Massive Ordnance Air Blast Bomb (MOAB, sigla que, em inglês, é idêntica à da expressão "mother of all bombs", ou "mãe de todas as bombas").

A MOAB foi desenvolvida entre 2002 e 2003 pelo Laboratório de Pesquisa da Força Aérea Americana (AFRL, no original). Ela é a sucessora da bomba não guiada BLU-82-B, conhecida como Daisy Cutter e utilizada na Guerra do Vietnã. Suas origens estão nas bombas Tallboy e Grand Slam, desenvolvidas pelos britânicos durante a Segunda Guerra Mundial para destruir alvos nazistas. O primeiro teste da MOAB foi em 2003.

A arma de 9,8 toneladas é a mais potente bomba não nuclear do arsenal dos Estados Unidos. Ela contém 8,48 toneladas do explosivo H6 (uma mistura de ciclonita, TNT e pó de alumínio), o equivalente a 11 toneladas de TNT. A MOAB explode antes de alcançar o solo, gerando uma cratera de 150 metros de diâmetro e uma enorme onda de pressão.

A MOAB tem 9,14 metros de extensão e diâmetro de 1 metro, o que, segundo o site GlobalSecurity, torna-a também a maior arma guiada por satélite da história. Ela é lançada de um avião cargueiro, como o Hércules C-130, e guiada até o seu alvo por GPS. No lançamento é usado um paraquedas de frenagem, que logo é descartado.

AS/ap/afp/rtr/ots

Leia mais

Áudios e vídeos relacionados