1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Alemanha

O primeiro governo alemão com verdes

A Alemanha é governada por uma coalizão social-democrata e verde. Democrata-cristãos, social-cristãos, liberais e socialistas fazem oposição.

default

Entrada da nova sede do governo alemão, a Chancelaria, em Berlim

O atual governo da Alemanha é fruto das eleições federais de 22 de setembro de 2002, que mantiveram no poder a coalizão entre o Partido Social-Democrático (SPD) e o Partido Verde. Ambos governam o país desde 1998, quando sucederam o governo Helmut Kohl, que durou 16 anos, formado por democrata-cristãos, social-cristãos e liberais.

Apesar de terem tido em 2002 menor votação que na eleição anterior, os social-democratas ainda fizeram a maior bancada no parlamento, enquanto os verdes obtiveram o melhor resultado eleitoral de sua história. Após de os dois partidos acertarem o programa conjunto de seu segundo governo, a maioria parlamentar reelegeu, em 22 de outubro de 2002, Gerhard Schröder para chanceler federal.

Ministérios – O segundo gabinete Schröder é formado por 13 ministérios, um a menos que na primeira gestão. Três deles são dirigidos por militantes do Partido Verde. Seis pastas têm mulheres no comando. Quatro ministros não participaram do primeiro gabinete.

  • Ministério das Relações Exteriores ( Auswärtiges Amt), ministro Joschka Fischer (Partido Verde)
  • Ministério do Interior ( Bundesministerium des Innern), ministro Otto Schily (SPD)
  • Ministério das Finanças ( Bundesministerium der Finanzen), ministro Hans Eichel (SPD)
  • Ministério da Justiça ( Bundesministerium der Justiz), ministra Brigitte Zypries (SPD)
  • Ministério da Defesa ( Bundesministerium der Verteidigung), ministro Peter Struck (SPD)
  • Ministério da Economia e do Trabalho ( Bundesministerium für Wirtschaft und Arbeit), ministro Wolfgang Clement (SPD)
  • Ministério da Educação e Pesquisa ( Bundesministerium für Bildung und Forschung), ministra Edelgard Bulmahn (SPD)
  • Ministério da Defesa do Consumidor, Nutrição e Agricultura ( Bundesministerium für Verbraucherschutz, Ernährung und Landwirtschaft), ministra Renate Künast (Partido Verde)
  • Ministério da Família, Terceira Idade, Mulheres e Juventude ( Bundesministerium für Familie, Senioren, Frauen und Jugend), ministra Renate Schmidt (SPD)
  • Ministério da Saúde ( Bundesministerium für Gesundheit), ministra Ulla Schmidt (SPD)
  • Ministério do Meio Ambiente, Proteção Ambiental e Segurança Nuclear ( Bundesministerium für Umwelt, Naturschutz und Reaktorsicherheit), ministro Jürgen Trittin (Partido Verde)
  • Ministério dos Transportes, Obras e Habitação ( Bundesministerium für Verkehr, Bau- und Wohnungswesen), ministro Manfred Stolpe (SPD)
  • Ministério da Cooperação Econômica e do Desenvolvimento ( Bundesministerium für wirtschaftliche Zusammenarbeit und Entwicklung), ministra Heidemarie Wieczorek-Zeul (SPD)

    A oposição – Quatro partidos formam a oposição ao governo social-democrata e verde de Gerhard Schröder no Bundestag, o parlamento federal. A maior bancada oposicionista é formada pelos partidos irmãos União Democrata Cristã (CDU) e União Social Cristã (CSU). Em seguida, vem o Partido Liberal. O Partido do Socialismo Democrático (PDS) só elegeu dois deputados através do voto distrital e oficialmente não tem bancada.

    A última eleição federal – Com comparecimento de 79,1% do eleitorado, a última eleição federal realizou-se em 22 de setembro de 2002 e praticamente manteve o quadro político da Alemanha. Entretanto, com a perda de votos do SPD e crescimento da CDU/CSU, o governo passou a ter maioria apertada no parlamento. Outra mudança foi a derrota do Partido do Socialismo Democrático (PDS), que não alcançou o índice mínimo de 5%.

    Veja abaixo o resultado consolidado da eleição de 1998:

    • Partido Social Democrático (SPD) – 38,5%
    • União Democrata Cristã (CDU) – 29,5%
    • União Social CCristã (CSU) – 9,0%
    • Partido Verde – 8,6%
    • Partido Liberal – 7,4%
    • Partido do Socialismo Democrático (PDS) – 4,0%
    • Outros partidos – 2,8%

      Com isto, a composição no parlamento federal tornou-se a seguinte:

      • SPD – 251 deputados
      • CDU – 190 deputados
      • CSU – 58 deputados
      • Partido Verde – 55 deputados
      • Partido Liberal – 47 deputados
      • PDS – 2 deputados

Links externos