1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Economia

O "filho do sol" da Volkswagen chega às ruas

A Volkswagen começou a entregar as limusines "Phaeton" aos primeiros compradores na Alemanha.

default

Com o "Phaeton", a Volkswagen torna-se fabricante de limusines de luxo

Para cerca de 1.200 alemães que fizeram a encomenda meses atrás, terminou a longa espera: a Volkswagen começou a fornecer as novas limusines "Phaeton", nesta sexta-feira (31/05). O modelo, criado para concorrer com a Mercedes e a BMW no segmento dos automóveis de luxo, foi apresentado publicamente pela primeira vez no Salão do Automóvel de Genebra, no início do mês de março passado.

A limusine é montada numa fábrica de Dresden e custa entre 56.200 e 100 mil euros, dependendo da potência do motor e dos acessórios escolhidos. A previsão final de vendas da Volkswagen é de cerca de 20 mil carros por ano, o que só deverá ser alcançado no ano de 2004. O volume de produção da fábrica de Dresden, atualmente de 20 unidades por dia, poderá ser aumentado para até 150 veículos diários.

O "Phaeton" tem 5 m. de comprimento e 1,90 m. de largura, sendo oferecido com motores de seis ou de doze cilindros (respectivamente com 241 ou 420 HP de potência). O nome da limusine foi inspirado na mitologia grega, em Féton – o filho do sol.

Opel teme novos prejuízos

Enquanto a Volkswagen festeja o lançamento da sua limusine de luxo, a Opel – subsidiária alemã da General Motors – teme novos prejuízos no corrente ano, segundo informações divulgadas pelo jornal econômico Financial Times Deutschland. Entre 400 e 500 milhões de euros deverão somar as perdas previstas pela diretoria da empresa e que já teriam sido comunicadas ao Conselho Fiscal.

No ano passado, a Opel teve um prejuízo total de 674 milhões de euros. Foi o pior resultado da história da empresa. Seu presidente, Carl-Peter Forster, pretendia reduzir drasticamente as perdas no corrente ano. Segundo o jornal, tais planos já estariam destinados ao fracasso, em decorrência do déficit acumulado até o momento. Fontes da Opel negam, contudo, as informações divulgadas pelo Financial Times Deutschland, afirmando que o plano de saneamento está sendo cumprido à risca.

Sucateamento gratuito

O Conselho Federal ( Bundesrat – a câmara alta do Parlamento alemão) aprovou nesta sexta-feira a lei que obriga as montadoras e importadoras de automóveis a receberem de volta – gratuitamente – os carros a serem sucateados. Até agora, os donos de carros velhos ou destruídos em acidentes tinham de pagar para livrar-se da sucata.

A lei proíbe, além disto, a utilização de substâncias poluentes, como chumbo, mercúrio ou cádmio, na fabricação dos automóveis. Até o ano de 2006, no mínimo 85% do peso dos novos carros terá de ser correspondente a materiais recicláveis. A partir de 2015, a exigência será de 95% de materiais recicláveis nos automóveis.

Leia mais

Links externos